SEBRAE faz palestra na AESUL sobre as perspectivas para o empreendedor em 2019

0
303

O palestrante mostrou em números que a região sul de SP tem quase 15 mil empresas, sendo 34% de comércio e 46% de serviços, com imensa participação das pequenas empresas

 

A Associação Empresarial da Região Sul (AESUL) iniciou seu ciclo de palestras no dia 21 de fevereiro com o debate sobre “As perspectivas para 2019 sob a visão empreendedora” ministrada por Paulo Sérgio Brito Franzosi, gerente do SEBRAE Capital Sul, com o objetivo de mostrar o cenário atual do empreendedor e as maneiras que o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas pode ajudar o empresário a alavancar seu negócio.
Segundo Paulo Sérgio, o dinamismo dos negócios cresceu. Ele citou que o Uber é uma grande empresa de locação de carros sem ter nenhum veículo, assim como o Airbnb é uma imensa empresa de quartos de hotel sem ter um imóvel. “Inovar é importante, porém, quando se fala em mudança, apenas 10% das pessoas aceitam a transformação de forma imediata. Faça alguma coisa quando os outros dizem que é uma loucura, pois quando dizem que é algo bom, provavelmente tem muita gente fazendo. Portanto, se inovo e ouso, crio o monopólio da minha inovação”.
O gerente do SEBRAE Capital Sul mostrou em números que a região sul de São Paulo tem quase 15 mil empresas, sendo 34% de comércio e 46% de serviços, com imensa participação das pequenas empresas. “A Cidade Dutra tem um comércio pujante, está concentrada acima da média da região. Devemos consumir em nosso bairro e em nossa cidade, assim estimulamos a economia local”.
Paulo Sérgio reforçou que o SEBRAE trabalha com o dono do negócio e para isso oferece vários cursos, consultorias e serviços, como orientação sobre MEI, Projeto Agente Local de Inovação, etc. Ele mostrou um case de uma empresa que participou do Programa Solução Setorial em Alimentação Fora do Lar, chamada Barriga Cheia Hamburgueria, localizada no bairro de Pedreira, Zona Sul de SP. O comércio tinha dificuldades nos demonstrativos de resultados, preços, processos internos e um portfólio de produtos muito reduzido. O SEBRAE atuou junto com a empresa adaptando novos produtos e mostrou que aumentar o faturamento não quer dizer que terá lucro. “Reduzimos o faturamento e aumentamos o lucro. Mudamos as montagens dos hambúrgueres e dos milk-shakes. Agregamos valor e hoje é um lugar visitado por várias famílias”.
Diversos empreendedores, inclusive novos associados da AESUL, foram até a entidade para buscar conhecimento. “A palestra veio de encontro aos ideais que norteiam o nosso negócio. Foi muito esclarecedora do ponto de vista de ações planejadas e apresentou experiências e soluções que agregarão valores a muitos empreendimentos, quer sejam consolidados ou em fase de implantação. O palestrante trouxe um raio-x significativo da nossa região, o que nos faz entender os diversos segmentos que compõem as mais variadas atividades de comércio, indústria e serviços”, comentou Diego Ortega, um dos sócios da Ortegashow, cuja atuação é no ramo de brindes promocionais, artes gráficas, comunicação visual e mídias digitais.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.