13.2 C
São Paulo
segunda-feira, 27 junho, 2022
Mais

    Saúde orienta sobre 5 cuidados que pessoas com vitiligo devem ter diariamente

    Mais lidas

    Caracterizada pela perda de coloração da pele, o vitiligo é uma condição não contagiosa que ocorre quando as células de defesa do organismo destroem as células que produzem melanina, responsável pela cor da pele.

    Sem essa pigmentação, em decorrência da diminuição ou ausência de melanócitos (responsáveis pela formação da melanina), formam-se manchas brancas na pele.

    Existem dois tipos de vitiligo: o segmentar ou unilateral, que se manifesta apenas em uma parte do corpo, normalmente em jovens, e pode atingir pelos e cabelos; e o não segmentar ou bilateral, tipo mais comum de vitiligo, que se manifesta nos dois lados do corpo (duas mãos, dois pés, dois joelhos, por exemplo) e as áreas despigmentadas tendem a se tornar maiores com o passar do tempo.

    Cuidados necessários

    A maior parte das pessoas com vitiligo não manifesta outros sintomas, mas alguns pacientes costumam relatar sensibilidade e dores na área afetada, além de complicações como queimaduras solares, câncer de pele e sintomas emocionais (estresse, por exemplo), que podem agravar o quadro.

    Para evitar o surgimento desses sintomas, vale seguir alguns cuidados importantes:

    1. Proteja a pele do sol

    Como a pele com vitiligo está mais sujeita a sofrer queimaduras solares, é muito importante protegê-la sempre que estiver ao ar livre, tendo em vista que o risco de desenvolver câncer de pele é maior em pacientes com essa condição.

    Vale usar roupas protetoras, óculos de sol, procurar uma sombra sempre que possível e aplicar protetor solar regularmente.

    2. Evite os solários

    Solários (espaços com incidências de sol) também devem ser evitados, já que emitem raios UV prejudiciais que podem causar queimaduras solares ou câncer de pele.

    3. Tenha cuidado com ferimentos na pele

    Evite arranhões, cortes ou queimaduras na pele, pois eles podem provocar novas manchas de vitiligo. Esse cuidado também vale para as tatuagens, que causam traumatismo na pele, estimulam e favorecem o aparecimento de novas manchas despigmentadas.

    4. Mantenha um estilo de vida saudável

    As causas do vitiligo ainda não estão completamente definidas, mas alterações ou traumas emocionais podem estar entre os fatores. Por isso, é importante cuidar da saúde mental e manter uma alimentação saudável, com prática regular de exercícios físicos e ingestão de muita água.

    Vale ressaltar que o diagnóstico do vitiligo é clínico. Após a consulta, o médico examina as lesões e solicita exames laboratoriais para confirmar a condição e verificar se existem doenças associadas.

    A consulta com o profissional é fundamental para confirmar a suspeita, já que algumas manchas brancas podem surgir, na verdade, por descamação após queimaduras solares ou micoses, sem ter relação com o vitiligo.

    Até o momento não existe uma cura, mas tratamentos específicos podem fazer a pele recuperar parte da pigmentação em algumas regiões, de acordo com a indicação de um profissional qualificado.

    Em caso de suspeita de vitiligo, o cidadão deve procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) próxima de sua residência para investigar os sintomas.


    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas