Repleto de humor e acidez, “Estive Wonderful” é primeiro EP de Juscelino Filho

0
1477

Ator, cantor e compositor apresenta quatro canções inéditas em seu primeiro trabalho; EP chega aos aplicativos de música nesta quarta-feira (7)


Natural de Euclides da Cunha (BA), ainda criança, Juscelino Filho foi morar em São Paulo, onde se formou como artista. Após anos escrevendo canções sem gravá-las, o ator, cantor e compositor lança em todos os aplicativos de música, nesta quarta-feira (7), seu primeiro EP de carreira, “Estive Wonderful”, com quatro canções inéditas.

Juscelino Filho iniciou sua carreira no teatro escrevendo e atuando em peças cômicas e a partir daí começou a compor, por isso, o artista traz em suas letras sua assinatura cômica e sarcástica em uma sonoridade que passeia da MPB ao reggae. “A letra é o principal elemento das canções. Sempre com um jogo de palavras e umas brincadeiras poéticas que ajudam no humor que alivia a acidez do texto. Em uma segunda camada existe sempre uma crítica acerca de nossos costumes. Muitas influências me ajudaram a formar essa salada musical como Tom Zé, Zeca Baleiro, Karnak, Arnaldo Antunes, Elis Regina e Tontonho”, explica. 

O nome do EP é também o nome da faixa, que surgiu em 2018, “Estive Wonderful”. “Essa é uma crítica ao estrangeirismo exagerado do brasileiro ao incluir termos em inglês no português. Paradoxalmente, a canção também presta homenagem à nomes da música negra americana, como Billie Holiday, Ray Charles, Billy Paul e, claro, Stevie Wonder”, explica Juscelino.

HETEROGÊNIO

Além dessa canção, o EP traz “Nietzsche Explica”, que foi escrita em 2016 em meio às turbulências políticas do período. “Mais Além”, relacionada ao conceito de Qualia proposto por Frank Jackson. “Qualia seria o além das explicações e das teorias, o que na canção ganha uma brincadeira poética em que é listado muitas coisas que rompem limites. A arte é algo que rompe todos os limites e vai mais além”, destaca. Por fim, “Parasita” completa o EP com reflexões sobre consciência de classe. “A canção foi feita em forma de RAP e é inspirada no filme homônimo do Sul Coreano Bong Joon-Hoo”, afirma.

Juscelino, ainda, salienta que a ideia de incluir um repertório tão heterogêneo no EP é intencional. “Isso é para que o público entenda que o trânsito entre gêneros é o lugar comum que existirá em meu trabalho”, finaliza.

SERVIÇO

O EP “Estive Wonderful”, de Juscelino Filho, chega a todas as plataformas de música nesta quarta-feira (7).

Juscelino Filho nasceu em Euclides da Cunha (BA) e iniciou sua carreira artística no teatro, já em São Paulo onde cresceu, escrevendo e atuando em peças cômicas. Foi a partir destas peças que nasceram as suas primeiras canções. Em 2010 passou a apresentar seu trabalho autoral nos teatros da Zona Sul de São Paulo, com o detalhe insólito de jamais gravar suas composições, o que dava aos shows um caráter inédito. Apenas duas canções foram de fato gravadas e publicadas no período: “O Maré” e “Estações”. Em 2020, quando estava prestes a completar 10 anos de apresentações musicais sem gravações, decidiu criar um show intitulado: 10 anos de fracasso, que, por conta da pandemia, teve de ser engavetado. Tendo assim, “fracassado até no fracasso”, segundo ele próprio. Em 2021, retomou a carreira com a canção “Vocês Que Acreditam No Tal Mito”, que abriu uma nova fase na vida do artista. Em 2022, o artista lança seu primeiro EP Oficial: “Estive Wonderful”, que conta com quatro canções inéditas.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.