22.6 C
São Paulo
sexta-feira, 24 junho, 2022
Mais

    Projeto Kabuto leva artes marciais às comunidades próximas da ponte estaiada

    Mais lidas

    Danilo Santos criou o projeto e hoje dá aulas gratuitas de karatê, boxe, jiu-jitsu, ciências criativas e inglês


    O esporte é vida, nos disciplina, orienta e ensina a enxergar um modo de vida onde podemos vencer os desafios propostos e nos inspirar a viver o dia a dia, mudando o astral das pessoas. O Danilo Santos se inspirou na própria história de vida para ensinar crianças, adolescentes e adultos da comunidade Jornalista Roberto Marinho o karatê e a disciplina através do Projeto Kabuto.

    “O Projeto Kabuto nasceu com uma frustração minha com faltas de oportunidades aqui no Morro do Piolho. Aos 13 anos, meu pai havia morrido e minha mãe estava presa, morei sozinho por 2 anos, nas ruas, nas drogas e aos 15 anos minha mãe teve a oportunidade de trabalhar na ONG Casa Esperança, onde salvou a minha vida”, relata Danilo.

    O projeto Kabuto começou em novembro de 2017 com o incentivo do Karatê Seiwakai, tendo 5 crianças como alunos, foi crescendo e hoje atende mais de 60 alunos de todas as idades com karatê, jiu-jitsu, boxe, ciências criativas e inglês de forma totalmente gratuita para o pessoal das comunidades próximas a ponte estaiada.

    Todas as aulas são no período noturno, a fim de evitar que os alunos deixem de frequentar escolas, cursos, trabalhos e outros projetos sociais, Danilo ainda alerta sobre as obrigações para poder ter as aulas gratuitas: “Kabuto é o elmo dos samurais, é a lealdade e as únicas cobranças são estar devidamente matriculados na escola e manter o respeito na comunidade, sem causar brigas e confusões, mantendo a harmonia, respeito e humildade”.

    Graças ao apoio do mestre Ademir da Costa, do Karatê Seiwakai, os alunos de karatê não pagam as taxas da federação, como campeonatos e exame de faixas, “hoje nós vivemos de rifas, vendas de camisetas, copos, máscaras, e como minha mãe é caseira do espaço, não pagamos aluguel”.

    Aos 18 anos, Danilo se aventurou no Karatê ao ganhar uma bolsa de estudos através pelo Kancho, no Karatê Seiwakai, chegando a participar de campeonatos internacionais no Uruguai ficando entre os 4 melhores. Agora ele passa as lições das ruas e dos tatames para seus discípulos na comunidade.

    O Projeto Kabuto fica na Rua Estêvão Baião, 147 – Jardim Congonhas, e aceita doações e incentivos para que as aulas permaneçam sempre gratuitas, o instagram é @projetokabuto e o facebook é ‘Trabalho Social Kabuto’.

    Confira imagens do Projeto Kabuto!


    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas