14.4 C
São Paulo
quinta-feira, 30 junho, 2022
Mais

    Profissionais falam sobre qualidade do sono e desempenho nos esportes eletrônicos

    Mais lidas

    Inúmeras pesquisas e conteúdos especializados alertam para os riscos e prejuízos de virar a noite jogando. É por isso que um jogador profissional – ou quem quer se tornar pro player – precisa equilibrar a alimentação, a rotina de treinos e jogos e o descanso. E nesse aspecto, o caçador da Rensga Bitpreço, Gustavo “Minerva”, e a nutricionista – e head do time de nutrição da Puravida, Alessandra Feltre, são unanimidade: é preciso respeitar o relógio biológico de cada um.

    Alessandra explica que alguns fatores acabam sendo mais importantes dentro deste contexto. “É preciso ter uma rotina saudável entre a vigília e o sono. Isso consiste em manter horários organizados para se alimentar, bem como o horário para dormir. Quando pensamos em alimentação, é primordial garantir uma refeição adequada no período da manhã; um bom café da manhã, impacta diretamente no controle da glicemia ao longo do dia.”

    Minerva, que neste ano retornou ao cenário depois de uma pausa, tem uma boa visão sobre essa rotina e procura manter-se em equilíbrio. “Na maioria dos dias procuro começar a dormir no máximo à 1 hora da madrugada e acordo às 9h40. O sono tem sido tranquilo e, geralmente, se acordo é para ir ao banheiro. Uma atividade que interfere positivamente na qualidade do meu sono é a atividade física, então, a academia é um compromisso”, conta.

    Suplementação

    De acordo com a nutricionista Alessandra Feltre, determinados suplementos podem auxiliar no desempenho dos jogadores; por exemplo, o uso do Matchá, Power Coffee ou Chai e Brain focus que auxiliam no desempenho cognitivo. “Outro suplemento que podemos colocar como de grande importância é o Inflaminus, por ser rico em Ômega 3”, destaca.

    Para a hora de dormir, o Minerva também tem sua preferência: “Uso melatonina todos os dias”, conta. E a especialista completa a lista com o Blue Calm, que apresenta compostos que auxiliam no relaxamento, o snack coconut granola dark chocolate, que pode entrar como uma opção na última refeição, além do óleo essencial, RELAX blend.

    “É importante salientar que os suplementos auxiliam, mas se consumidos de forma e momento inadequados, podem comprometer o correto funcionamento do relógio biológico”, alerta Alessandra.

    Desequilíbrio

    E depois de tantas dicas não precisa nem dizer que noites sem dormir – ou mal dormidas – causam prejuízos já no curto prazo. “Quando não descanso bem à noite por um dia apenas não vejo tanta interferência no meu rendimento. Mas, quando é algo contínuo afeta tudo; os reflexos, a comunicação e a agilidade mecânica, principalmente.

    A nutricionista também acrescenta: “Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados, aumentar o consumo de alimentos in natura, praticar alguma atividade física, hidratar-se com frequência e estabelecer horário para encerrar as atividades profissionais”, enumera.

    E se perceber ausência crônica de energia, sobrepeso, insônia, redução na concentração, humor lábil e ansiedade, é bom ficar alerta. “Devemos utilizar o relógio biológico a nosso favor. Se essa “conta” não fecha, procure um profissional”, conclui Alessandra.


    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas