Prefeitura e clubes de futebol se unem em ação que combate a violência contra a mulher

0
298

O Brasil ocupa a quinta posição no ranking de feminicídio mundial. A cada 15 segundos uma mulher sofre agressão e a cada duas horas uma mulher é assassinada 

 

 

A Prefeitura de São Paulo fechou um acordo de cooperação com os clubes de futebol São Paulo, Corinthians e Palmeiras no combate a violência doméstica e familiar contra a mulher. A proposta é ampliar o alcance do programa Tem Saída, que atende as vítimas a partir do momento em que ingressam com uma denúncia contra o agressor no Ministério Público, Defensoria Pública, Poder Judiciário ou Delegacia.
“O ‘Tem Saída’ se preocupa em dar resposta às mulheres que sofrem violência psicológica e dependem financeiramente de seus agressores. Precisamos abrir mais vagas de trabalho, para que elas tenham independência financeira. É um projeto da sociedade a favor das mulheres, que será um sucesso graças à adesão do Corinthians, do Palmeiras e do São Paulo, que são grandes times e suas ações ecoam na sociedade”, disse o prefeito Bruno Covas.
Entre as atividades que serão executadas pelos clubes e os órgãos municipais estão a divulgação de um manifesto conjunto publicado na internet, a exposição de informações referentes à violência que a mulher sofre para sensibilizar os torcedores e a promoção da logomarca do programa Tem Saída nos formatos online e offline.
Além de dar o apoio na divulgação, sensibilizando os torcedores para essa causa, os clubes também irão disponibilizar vagas de emprego a mulheres atendidas pelo Tem Saída.
O programa tem como objetivo oferecer autonomia financeira, por meio da geração de emprego, às mulheres vítimas de violência doméstica, para que elas tenham a possibilidade de não depender economicamente do agressor. Elas recebem documento de encaminhamento ao Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CATe), órgão ligado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, onde são atendidas com prioridade para uma entrevista de emprego em uma das empresas parceiras do programa.
O Brasil ocupa a quinta posição no ranking de feminicídio mundial, atrás de países como El Salvador, Guatemala, Colômbia e Rússia. De acordo com dados de entidades ligadas à segurança, a cada 15 segundos uma mulher sofre agressão e a cada duas horas uma mulher é assassinada no Brasil.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.