Prefeito Ricardo Nunes quer processar Enel por falta de comprometimento da empresa privada

0
493

Enel prometeu restabelecer energia em toda Grande SP até terça-feira (7); Demora ocasionou em protestos fervorosos


Em decorrência da forte tempestade que o Estado de São Paulo viveu na sexta-feira (3), os estragos ocasionados pelos ventos acima dos 100km/h ainda podem ser sentidos em diversos bairros pela cidade de São Paulo e também na Região Metropolitana, com árvores ainda obstruindo ruas e a falta de energia.

O Prefeito Ricardo Nunes esteve presente no Palácio dos Bandeirantes, em reunião com o Governador Tarcísio de Freitas e todos os representantes de Concessionárias de Energia do Estado de São Paulo. Logo em seguida, disse em entrevista ao Globo News que pretende processar a empresa privada Enel, responsável pela distribuição de energia na Grande SP.

“Uma das concessionárias disse que teve 1 milhão de clientes afetados na sexta-feira. Na própria sexta-feira reestabeleceu 70%, no sábado reestabeleceu 30%. Isso me dá uma noção muito clara de que a Enel foi omissa porque ela não colocou as equipes, e eu tenho um outro comparativo de outra concessionária que, portanto teve responsabilidade dos seus clientes e atendeu os seus clientes”, disse em entrevista.

Após não cumprir o prazo de reestabelecimento da energia até terça-feira (7), na tarde de quarta-feira (8), o Presidente da Enel, Max Xavier Lins, alegou que interrupção foi “excepcionalismo”, onde ainda 11 mil imóveis ainda estão sem energia na Grande SP, culpando, principalmente, as quedas de árvores e a falta de preparação para uma ventania tão forte, que não estava previsto pelo serviço de meteorologia, ocasionando na interrupção em massa da energia elétrica.

Na noite de terça-feira (7), moradores do Paraisópolis e Jardim Colombo fecharam a Avenida Giovanni Groncchi, importante via entre o Morumbi e Vila Andrade, Zona Sul, em manifestação contra a volta da energia, deixando um policial ferido.

“Se você tem uma empresa que tem responsabilidade, não pode fazer uma comparação com a Enel, não pode comparar todo o conjunto com uma que está sendo uma má performance. Não sou um apaixonado defensor da privatização, sou um defensor pelo bom serviço”, finalizou Nunes na entrevista.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.