Prefeito Ricardo Nunes lança projeto Favela 3D na Zona Sul de São Paulo

0
1925

Projeto visa criar melhores condições de vida para moradores da comunidade a partir de projetos sociais


O projeto Favela 3D (Digital, Digna e Desenvolvida), chega a Favela do Haiti, na Zona Sul, com o objetivo de transformar a vida das famílias que vivem nesta comunidade com ações que promovem o fortalecimento comunitário, a empregabilidade, o empreendedorismo, capacitação e acompanhamento individualizado dos moradores.

]A iniciativa faz parte do programa “Por Um Mundo Melhor”, que nasceu no Rock in Rio e agora chega ao The Town, graças a uma parceria inédita com o município, Gerando Falcões, Gerdau, Fundação Grupo Volkswagen e Vozes da Periferia, que vai mostrar que unir forças pode fazer uma grande diferença na vida dos moradores da favela do Haiti, e inspirar a sociedade civil, o empresariado e outras instituições públicas a espalharem a iniciativa por todo o país.

“É muito importante que a gente possa destacar e valorizar esta visão de quem empreende, de poder ter ali pelo menos um pouquinho do seu olhar para as áreas sociais. Com essa iniciativa, haverá uma grande mudança na vida das pessoas, que deve servir de exemplo para outras instituições e outras empresas”, alertou o prefeito Ricardo Nunes.

O projeto propõe uma metodologia escalável e sustentável. A partir dele, um projeto piloto do The Town com os seus parceiros e a Prefeitura de São Paulo se unem para interromper o ciclo de pobreza estimulando o desenvolvimento na região.

A Favela do Haiti foi escolhida pela Gerando Falcões para ser a quinta Favela 3D do Brasil, a primeira do projeto na cidade de São Paulo. O trabalho na região começou a ser colocado em prática desde 2022, quando foi realizado um estudo no local que identificou o percentual de pessoas que ficaram entre a ‘pobreza’ e o início da ‘dignidade’ na classificação da busca pela ‘quebra do ciclo da pobreza’.

Após o diagnóstico, iniciou-se a etapa de planejamento em co-criação com a comunidade local. Foi realizada a priorização dos temas mais sensíveis para os moradores da comunidade em conjunto com o planejamento de ações urgentes, pautado em três grandes frentes: urbanismo e moradia, geração de renda e desenvolvimento social.

“Os trabalhos que nós vamos desenvolver com relação a geração de emprego e renda, é ofertar cursos profissionalizantes. A Gerando Falcões identificou que nós temos aqui 17% das pessoas que estão desempregadas, quer dizer, está muito fora da média que temos na cidade, que é de 8%”, explicou o prefeito Ricardo Nunes.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.