Prefeito inaugura mais 2 condomínios do empreendimento habitacional da favela Guaicuri

0
426

A Prefeitura entregou na última quinta-feira, (21) mais 38 apartamentos dos residenciais Lírio e Orquídea, que fazem parte do empreendimento habitacional Guaicuri, localizado na favela do mesmo nome na Vila Missionária, próximo à represa Billings, Zona Sul da capital. Além de moradia, o bairro passa por um processo de urbanização que vai beneficiar cerca de 3 mil famílias.

Ao fazer a entrega nesta quinta, o prefeito Ricardo Nunes lembrou do valor simbólico para as famílias. “Nessa data tão importante, muito próxima do Natal, eu fico mais feliz ainda de poder ver alegria, de vocês, de receber a sua chave e ter a sua moradia. Habitação é sinônimo de tranquilidade e de qualidade de vida, você vai poder sair do seu trabalho e vir para sua casa. Você poder sair da sua casa e visitar os seus parentes e receber um parente, um vizinho, numa casa com qualidade, ter a segurança e o conforto, de ter o cuidado da sua família. O que é algo mais gratificante para uma família, vocês estão recebendo uma casa com qualidade e com toda a infraestrutura”, afirmou.

O prefeito destacou ainda a importância dessas habitações por fazerem parte do Programa Mananciais, que reurbaniza áreas degradas. “Estão sendo construídas hoje 8 mil unidades habitacionais dentro do Programa Mananciais. São 29 mil famílias beneficiadas”, disse Ricardo Nunes. “Sem contar os 16.200 apartamentos em construção na cidade hoje, eu já entreguei quase 7 mil chaves de apartamentos e até o final do ano que vem a gente vai ter mais de 100 mil unidades, entre entregues e em obras. A gente está fazendo uma grande revolução agora, destacou o prefeito.

Em junho, a Prefeitura já havia entregue o Residencial Girassol, com 32 apartamentos. Até o momento foram investidos R$ 14,6 milhões nos três condomínios e mais R$ 207 milhões nas obras de urbanização do bairro. No total, está prevista a construção de 1.090 unidades habitacionais no Guaicuri, divididas em 22 condomínios e, atualmente, estão em obras 8 condomínios, totalizando 337 apartamentos.

As obras estão sendo feitas pela Secretaria Executiva do Programa Mananciais, vinculada à Secretaria Municipal de Habitação (SEHAB).

Os novos condomínios têm unidades com dois dormitórios e áreas que variam entre 46 e 52 metros quadrados. Como áreas comuns os empreendimentos têm salão de festas e espaço de convivência, além de bicicletários e vagas para motos.

Alguns dos condomínios terão unidades comerciais e/ou equipamentos públicos integrados, como UBS e Teia (espaços compartilhados de trabalho). Nesta quinta-feira, o prefeito inaugurou a creche Julia Lopes de Almeida, que tem 96 vagas e foi construído no térreo de um dos prédios. Veja aqui. “Além de o prefeito construir o condomínio, trazer benfeitorias como a drenagem e áreas de lazer, ainda está beneficiando a educação e empregabilidade”, destacou a disse a secretária-executiva do Programa Mananciais, Bete França.

O empreendimento foi construído em um terreno com zoneamento ZEIS-1, de forma integrada com um projeto de urbanização do bairro (ZEIS-1 são áreas demarcadas pela Prefeitura como assentamentos precários, onde se faz necessária a execução de obras de urbanização e posterior regularização fundiária).

As atuais obras de urbanização do bairro, situadas ao longo do empreendimento e do córrego existente na região, beneficiarão quase 3 mil famílias em uma área com risco classificado em R3 e R4.

Assim, será possível dar continuidade às demais ações que abrangem o complemento de redes de água, esgoto e drenagem, construção de viário, construção / reforma de vielas, escadarias e calçadas, arborização viária e intervenções para promoção da segurança viária.

Além disso, está sendo requalificada a margem esquerda do córrego local, que tem extensão de 1.950 metros, dos quais 591 metros já foram canalizados e que terá campos / quadras de esporte, áreas de lazer infantil, equipamentos de ginástica e acessibilidade de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Para a dona de casa Daiane de Jesus Agapito, 37 anos, está sendo um alívio deixar de contar com o auxílio aluguel pago pela Prefeitura para viver em um imóvel próprio. “Aqui tinha córrego a céu aberto, rato, pragas dentro da nossa casa e normalmente quando chovia alagava”, disse.

Parcerias
A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – SABESP, também parceira nesta ação, firmou convênio para a ampliação da rede de esgoto e ligação da rede de água na região do entorno das Represas Guarapiranga e Billings. O convênio executará obras de saneamento básico (rede de captação de efluente de esgoto doméstico e rede para fornecimento de água potável). O valor investido para execução das obras será de R$ 121 milhões, sendo R$61 milhões aportados pela SABESP e R$60 milhões pelo município, com recursos do FUNDURB e FMSAI.

Com aporte de R$ 5,2 milhões por parte da SABESP, até o momento, foram executados mais de 3.204 metros lineares de redes de esgoto.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.