Por ciúmes, homem tenta matar filho da ex-esposa no Campo Belo

0
92

O homem atirou três vezes contra um jovem de 21 anos, que teve que fugir pela varanda do quarto para o apartamento do andar de baixo. O casal estava junto há 12 anos, mas iniciaram o divórcio no ano passado. A motivação foi ciúmes, já que a mulher está em outro relacionamento


Na noite de 16 de fevereiro, um morador da Rua Édison, no Campo Belo, sofreu uma tentativa de assassinato de seu ex-padrasto.

O jovem, de 21 anos, estava dentro de seu quarto, no apartamento em que mora com a mãe, quando o ex-padrasto, Gabriel Dama, chegou e começou a atirar contra ele. Tudo isso aconteceu por conta de ciúmes: Gabriel Dama está em processo de divórcio com a mãe do jovem, que iniciou um novo relacionamento.

Para fugir do homem, o jovem trancou a porta do quarto. Mas, quando Gabriel iniciou os tiros, o jovem pulou da varanda do quarto e entrou no apartamento do andar de baixo. Nesse momento, ele conseguiu ligar para a Polícia Militar.

“‘Liga pra sua mãe, abre a porta, abre a porta’. Eu abri a fresta, pra ver o que ele queria falar. Ele forçou a porta para tentar abrir e eu vi que ele colocou a mão na cintura. Aí eu chutei a porta, consegui me trancar de novo e comecei a cogitar qualquer coisa que eu poderia fazer naquela situação. Ele gritando pra eu não falar nada. Eu já tô preparado pra pular pro vizinho, chamo o vizinho, ele me ajudou colocando uma escada no lugar. Eu ouço o terceiro disparo, aí eu já entrei na casa do vizinho”, disse o jovem.

A ex-esposa do atirador não estava no apartamento no momento do crime. “Ele ligou pro meu namorado, chamando ele de covarde, ‘vem aqui que eu vou matar o filho dela’”, disse a mulher.

O homem foi detido no momento em que deixava o prédio. A Polícia encontrou um revólver calibre.38, além de cinco munições, uma faca e uma carteira. No apartamento, os policiais viram marcas de tiro na maçaneta da porta do quarto e também sinais de arrombamento.

Ao ser abordado pela Polícia, o padrasto estava nervoso, mas não resistiu a prisão. Segundo a Polícia, ele passou mal e foi encaminhado ao Hospital São Luiz.

Aos policiais, ele disse que viu a ex-esposa com outro homem e agiu de maneira impensada.

O casamento durou 12 anos e há um ano iniciaram o divórcio. O ex-casal ainda morava junto, enquanto a mulher procurava outro local para morar com o filho. Nesse período, o homem começou a ser agressivo e, no ano passado, foi contido pelo enteado quando tentou ser violento com a ex-esposa.

O caso foi registrado no 27º DP Campo Belo como ameaça, violência doméstica e disparo de arma de fogo.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.