Pode tomar café como pré-treino?

0
94

Além de ser uma bebida saborosa, o café, quando consumido com moderação, traz muitos benefícios ao nosso corpo. Porém, será que esse mesmo estimulante traz efeitos quando aliado aos exercícios físicos?

“A cafeína é considerada um termogênico; ou seja, ajuda no gasto calórico, aumenta a energia durante os exercícios, minimiza a fadiga e auxilia na perda de gordura. Além disso, é isento de calorias e possui excelentes vitaminas e minerais. Assim, pode ser considerado fonte de antioxidantes, essencial para aumentar a imunidade e manter o organismo em bom funcionamento”, explica Thalia Gutierrez, nutricionista clínica no Hospital São Cristóvão Saúde.

Porém, essa é só uma das etapas do pré-treino: a especialista afirma que consumir alimentos ricos em proteínas auxilia no ganho de massa, além de serem importantes para a recuperação muscular. Dentre as fontes de proteína, a nutricionista indica: carne vermelha, frango, peixe, ovos, leite e derivados. Caso suas necessidades não sejam atingidas apenas com os alimentos, os suplementos são uma opção, mas com ressalvas: “É importante destacar que os suplementos não são indicados para todos. É preciso de uma conduta profissional para inclui-los na dieta”, enfatiza a especialista.

Após essas dicas, você deve estar se perguntando se é possível unir seu cafezinho com fontes de proteínas ou suplementação, para intensificar os ganhos. De acordo com Thalia, “a junção dos dois pode, sim, melhorar a performance, aumentando a energia durante o treino, a concentração para realizar os exercícios, retardando a fadiga, melhorando o aporte de nutrientes nos músculos, estimulando o gasto energético, ajudando na queima de gorduras e reforçando o sistema imune”, garante, sugerindo o consumo pelo menos 30 minutos antes da prática de atividades físicas.

Contudo, como excessos podem ser prejudiciais, tomar café em demasia pode causar diversos problemas, como insônia crônica, taquicardia, alterações no sistema nervoso, hipertensão arterial e crises de ansiedade. “Já a proteína em excesso pode sobrecarregar os rins, ocasionar problemas no fígado, aumentar o risco de doenças cardiovasculares e acelerar possíveis doenças renais”, revela a especialista do São Cristóvão Saúde.

Caso queira implementar em sua rotina essas mudanças, mas não sabe como começar, a nutricionista clínica recomenda um exemplo de pré-treino qualitativo:

• Pão integral (carboidrato), ovos mexidos (proteína), castanhas (lipídios) e café com leite (termogênico + proteína).

Segundo Thalia, todos os macronutrientes são importantes para obter o resultado desejado, junto ao café, como termogênico, uma combinação perfeita para ganho de massa muscular, definição ou emagrecimento. Para efeitos bons e duradouros, programe-se para ter horas de sono adequadas e garanta uma boa hidratação. De acordo com recomendação do Ministério da Saúde, a ingestão de água deve ser de 2,5 litros ao dia. “É indispensável a consulta com um nutricionista para prescrever um plano alimentar individual, de acordo com suas necessidades”, finaliza.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.