Pinturas e papeis de parede mudam a cara de ambientes com pouca reforma

0
2

A arquiteta Elaine Gonzalez revela diferenças entre pintar ou aplicar papel de parede na hora de mudar o visual de um ambiente com reforma simples


A arquiteta Elaine Gonzalez revela diferenças entre pintar ou aplicar papel de parede na hora de mudar o visual da casa. Com a aproximação do final do ano, é comum a vontade de dar uma remodelada e isso pode ser feito de forma simples, com papel de parede ou uma tinta do seu agrado. Em ambos os casos, é importante que as paredes estejam limpas, livres de imperfeições e sem pontos de umidade.

Para quem prefere uma transformação rápida, sem cheiro ou sujeira, o papel torna uma boa ideia. Além da variedade de cores, texturas e estampas, o toque no ambiente fica bem personalizado. Escolhendo o modelo adequado, pode ser aplicado em qualquer espaço, como lavabo, cozinha etc.

Se preferir a pintura, as tintas contam com uma paleta de cores bem vasta, temos também algumas texturas já prontas e a possibilidade de criar utilizando moldes de estêncil e elaborando desenhos geométricos com fita crepe. A diferença é que aplicação exige um pouco mais de tempo e cuidado e contar com 2 ou 3 demãos para uma boa cobertura.

Em termos de durabilidade e manutenção a pintura pode ser reaplicada a cada 3 / 4 anos, enquanto papéis específicos podem chegar até o dobro do tempo.  A dica fica em tirar a medida do espaço corretamente, para que não haja desperdício na compra dos rolos e galões de tinta.


SUGESTÃO DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.