Passageiros recebem orientação em Congonhas sobre novas regras de bagagem de mão

0
476

A ação tem caráter educativo e caso as malas de mão ultrapassem o tamanho e peso estipulado pela Anac, os passageiros pagam taxa para despachar

 

Até o dia 13 de maio, fiscais da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) estarão no Aeroporto de Congonhas para fazer uma ação educativa para informar o tamanho e peso adequado da bagagem de mão. A ação pretende agilizar o embarque de passageiros e evitar a falta de espaço no avião, já que, segundo as companhias aéreas, após o início da cobrança no despache, muitos passageiros passaram a exagerar no tamanho das bagagens de mão.
Segundo as regras estipuladas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a bagagem de mão deve ter: 25 cm de profundidade, 55 cm de altura e 35 cm de largura, e não pode pesar mais de 10 kg. Após o dia 13, quem estiver com mala fora desse padrão terá que pagar uma taxa para despachar a bagagem, sendo que: a mala não poderá ter mais de 23 kg (em voos nacionais) e serão cobradas por unidade.
Em Congonhas, a “ação educativa” acontece antes do raio-X, quando os fiscais colocam as malas em um molde para saber se os passageiros podem levar no bagageiro ou terão que despachar.
Na última quinta-feira (25), uma comissão do Congresso Nacional aprovou um relatório que obrigas as companhias aéreas a transportarem, em voos domésticos, malas de até 23 kg sem cobrança de tarifa. Atualmente, a cobrança existe como um valor adicional a passagem aérea.
Apesar de ter sido aprovada pelo Congresso, a medida provisória ainda tem que ser votada pela Câmara e pelo Senado para se tornar lei.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.