Obras para correção da “curva da Traição” na Marginal Pinheiros, estão em ritmo avançado

0
1307

Quem passa pela “curva da Traição”, em frente ao shopping Cidade Jardim, deve ter observado que desde a metade do ano passado houve remanejamento arbóreo com a formação de uma nova pista à esquerda, além de muita movimentação de terra e obras.

A responsável pela obra é a construtora JHSF, a mesma que irá construir algumas torres de alto padrão ali, para a correção do traçado de uma curva classificada como perigosa na Marginal. Essa retificação do traçado é uma contrapartida da empresa para a liberação de obras de expansão do complexo Cidade Jardim (há possibilidade de haver uma ligação direta entre o terreno e o atual complexo/shopping).

A obra tem prazo para ser finalizada no meio de 2025 e tem orçamento estimado de R$26 milhões.

Trata-se de uma nova pista reta de cerca de 800m na curva tida como perigosa, na pista Expressa. Além disso, será feita uma nova saída entre a pista Expressa e a Local após o complexo Cidade Jardim, pouco antes do Real Parque e da Ponte Estaiada, no Trecho logo após a usina São Paulo (antiga usina da Traição).

As obras tiveram liberação do TCM após remanejamento arbóreo. Segundo a Prefeitura de São Paulo, a área em questão faz parte do perímetro da Operação Urbana Consorciada Água Espraiada. A mesma Operação Urbana que realiza as melhorias nas Avenidas Chucri Zaidan e Roberto Marinho.

Criada em dezembro de 2001, a operação tem como objetivo promover a reestruturação da região que contempla parte da Marginal Pinheiros, Avenida Chucri Zaidan, Avenida Jornalista Roberto Marinho, assim como a área ao longo do córrego Jabaquara.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.