Moradores da Zona Sul protestam pela mudança de endereço do Bom Prato Grajaú

0
3

Enquanto a fome alcança centenas de milhares de pessoas em plena pandemia, o Governo de São Paulo decidiu transferir o Bom Prato Grajaú para o bairro da Cidade Dutra, numa distância de 5 km. Muitos moradores da região reclamam que não tem condições de andar ou pagar um ônibus até o local e temem não ter o que comer


Na última sexta-feira (21), moradores da Zona Sul realizaram um protesto contra o Governo de São Paulo que decidiu transferir o Bom Prato Grajaú para outro endereço, no bairro de Cidade Dutra, há cerca de 5 km de distância.

A revolta dos moradores acontece num dos períodos mais críticos da economia brasileira, em que a fome alcança 116 milhões de brasileiros, de acordo com a Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan).

“Eu não tenho dinheiro pra ir na Cidade Dutra. Eu almoço aqui todo dia, sou moradora da Ilha do Bororé, olha só, eu saio do Bororé e venho almoçar aqui todo dia. Eu não tenho dinheiro e se tirar daqui vai me prejudicar muito. Não só eu como várias pessoas”, lamenta a moradora Daise da Silva.

O serviço funciona na região desde 2010, mas o Bom Prato existe há 20 anos no Estado de São Paulo servindo café da manhã, almoço e jantar. A primeira refeição do dia custa R$ 0,50 e almoço e jantar custam R$ 1, cada. Todos os dias, no Bom Prato Grajaú, são vendidas 2.100 refeições: 300 cafés da manhã, 1.500 almoços e 300 jantares.

De acordo com o Governo do Estado, o prédio do Bom Prato no Grajaú, localizado na Avenida Dona Belmira Marin, não tem mais condições de receber a população. Já o novo endereço, localizado na Rua Aníbal dos Anjos Carvalho, está em obras desde o início do ano e terá “pavimento único em espaço térreo, ambiente amplo e climatizado, proporcionando aos usuários maior comodidade”.

“Deve fechar porque realmente precisa de revitalização, tem comprometimento de impermeabilização, de forro, de telhado. Na verdade essa nova unidade quando estiver pronta,  vai suprir não só a região de Cidade Dutra mas também a região do Grajaú por meio do Bom Prato Volante, que é mais ou menos o mesmo modelo que nós fizemos em Paraisópolis quando precisamos reformar ali, revitalizar a unidade”, disse a secretária estadual do Desenvolvimento Social, Célia Parnes.

O Bom Prato Grajaú deve fechar entre setembro e outubro, segundo a secretária. Durante as obras na Cidade Dutra, é previsto que as marmitas sejam levadas até o Grajaú para que a população possa comprar.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.