Moradora reclama de obras incompletas na parte externa do Cemitério Santo Amaro

0
459

Existem mais de 50 buracos ao redor do muro do cemitério, em que seriam plantadas mudas, porém, buracos estão com lixo e as calçadas quebradas 

 

O Grupo Sul News recebeu uma nova reclamação sobre a zeladoria em equipamentos públicos da cidade de São Paulo. Dessa vez, é referente ao Cemitério Santo Amaro.
“Em torno do cemitério de Santo Amaro fizeram centenas de furos ao lado do muro para plantar unha de gato. O muro está com reboco precário. As mudas foram jogadas ainda no saco plástico para dentro dos buracos e de qualquer jeito. Quase todas morreram. Quem é o responsável pelo serviço? O meu, o seu, o nosso dinheiro foi para o ralo!”, desabafa a moradora Ingrid Zietemann.
A reportagem do Grupo Sul News verificou que existem mais de 50 buracos ao redor do muro do cemitério, entre as ruas Padre José de Anchieta e Baxiúva. Um comerciante da região disse que os buracos foram feitos pela administração do cemitério, há mais de um ano, para plantar uma “trepadeira”, porém, nada mais foi feito. Os buracos estão entupidos de lixo e terra.
Além disso, as calçadas ao redor do cemitério estão em péssimo estado de conservação: há lixo espalhado, galhos jogados, piso quebrado dificultando a passagem de pedestres e pessoas com mobilidade reduzida. Na Rua Engenheiro Tomas Whately, o arame farpado do muro e fios de alta tensão estão caídos, provocando insegurança aos pedestres.
Em nota, o Serviço Funerário do Município de São Paulo informou que “iniciou obras para um projeto de plantio de mudas de trepadeiras nos muros do Cemitério Santo Amaro em março de 2019. No entanto, o projeto teve que ser reestruturado, pois o muro precisou de reformas devido às fortes chuvas ocorridas no início do ano. No momento, os engenheiros estudam se a obra suportará o peso das mudas, para que o projeto seja retomado”.
Em relação à calçada, a Subprefeitura das Prefeituras Regionais disse que “uma equipe da Subprefeitura de Santo Amaro iria realizar a limpeza nesta sexta-feira (24/05) e verificar eventuais outras providências necessárias até a primeira quinzena de junho”.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.