Moradora reclama de fiscalização da CET em centro de eventos de Santo Amaro

0
414

Segundo moradora, eventos no Transamérica Expo Center sempre geram trânsito intenso e estacionamento irregular em ruas da região

 

Desde 2016, uma moradora de Santo Amaro espera resposta da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) sobre uma solicitação de faixa de pedestres e placas de “Proibido Estacionar” entre a Rua José Abrantes e a Praça Victoria Ângela Fantin.
A solicitação foi feita para tentar amenizar os transtornos causados pelo trânsito na região do Transamérica Expo Center, local que sempre recebe muitos eventos. Para a moradora Fabiana Domingues Lisboa, as placas poderiam evitar o excesso de veículos estacionados nas vias citadas.
Neste mês, durante a Expo Revestir, ela viu alguns ônibus que circulam pelas Ruas Ângelo de Lucia e Alvares Lobo retornarem para a Av. João Dias, porque vans paradas na Rua José Abrantes e na Praça Victoria Ângela Fantin impediam os coletivos de seguirem seu trajeto. Ela diz, inclusive, que há um trecho da Rua José Abrantes que não tem calçada, o que obriga os pedestres a andarem pelo meio fio.
“Várias vezes precisei pedir para [motoristas de] caminhões e vans saírem da porta da minha garagem para eu conseguir entrar em casa. Não existe fiscalização quando acontecem os grandes eventos no Transamérica Expo Center, que é praticamente toda semana. O que acontece aqui gera: poluição, porque ônibus e vans ficam o dia todo parados com motor ligado; poluição sonora; nos impede de utilizar a Praça Pública, porque está sempre cercada de vans e ônibus e não temos acesso; coloca em risco a vida do pedestre que anda no trecho sem calçada da Rua José Abrantes”, desabafa Fabiana.
Em nota, a CET contestou as reclamações e disse que “agentes em campo intensificaram a fiscalização para coibir o estacionamento irregular na região. Diversas intervenções pontuais e temporárias foram realizadas para desobstruir o fluxo de veículos, como por exemplo, o bloqueio temporário no acesso da Avenida das Nações Unidas para a Avenida Doutor Mário Vilas Boas Rodrigues, para dar maior vazão ao trânsito na Marginal Pinheiros, sentido Castelo. Somente o tráfego de transporte coletivo e de moradores foi permitido. Foi montada uma faixa reversível na Rua Bento Branco de Andrade Filho, no trecho entre a Avenida Mário Vilas Boas e a Rua Bento Branco, na altura do nº 700, para aumentar a capacidade de escoamento da via. Agentes em campo ainda realizaram operação manual dos semáforos nos principais cruzamentos na região, remoção de veículos quebrados e fiscalização de transgressões às normas do Código de Trânsito Brasileiro”.
Sobre as solicitações feitas em 2016, informaram que “a implantação da faixa de pedestres está em elaboração. Quanto ao pedido sobre estacionamento, informamos que, atualmente, na Rua José Abrantes e proximidades da Praça Vitória Ângela Fantin e na própria praça, não existe regulamentação proibindo o estacionamento”.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.