‘Mês da Criança’ no Concerto da Ofisa resgatará a criança interior de todo o público presente

0
467

Homenagem às crianças, Ofisa está celebrando também 19 anos de referência artística em Santo Amaro


Neste domingo (29), às 11h, gratuito no Teatro Paulo Eiró, o Concerto de Outubro da Orquestra Filarmônica Santo Amaro (Ofisa) será um especial ao ‘Mês da Criança’, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura. A Maestra Sílvia Luisada vai fazer a alegria de crianças e jovens presentes, e resgatar a criança interior de todo o público presente, ao mesmo tempo em que se está celebrando 19 anos da orquestra santamarense!

“Eu tinha 8 anos e não tinha nenhum músico na família. Fiquei um ano torturando os meus pais falando tanto, a persistência é algo que vem desde criança, até que meu pai me colocou no piano para eu parar de falar, e não parei até hoje”, apresentou a espoleta Maestrina Sílvia Luisada.

A programação é um especial em homenagem ao dia das crianças, com muita magia, entretenimento e ensinamentos através da música, como sugere o Carnaval dos Animais de Saint Saens e a participação de cantores convidados: Amanda Souza, Luciana Andrade, Luciana Meirinho, Regina Migliori, Stella Andriolli e Pablo Petronilho.

A Ofisa nasceu de um trabalho na Casa de Cultura Santo Amaro, em julho, onde a primeira apresentação foi 29 de outubro de 2004. “A gente considera o aniversário da Ofisa no dia da primeira apresentação”, relembrou Sílvia.

Ao longo dos anos a orquestra foi ganhando uma identidade própria, dando oportunidade para jovens músicos, fazendo um papel social em Santo Amaro. “A criação da identidade se deu pela diversidade do repertório, a forma de conduzir o público, introdução de literatura, cantores, dança, sendo uma forma única de criar arte”, detalha Sílvia.

Mas foi o ano de 2017 que foi um divisor de águas na vida de todos que compõem a Ofisa, quando a Orquestra foi contemplada com a residência artística no Teatro Paulo Eiró. “Começou realmente uma grande evolução, a acústica do Teatro Paulo Eiró é magnífica, na Casa de Cultura ficávamos num salão sem acústica”, diz.

Imprevistos sempre acontecem no caminho, mas quando olhado para trás e ver que superou com maestria, qualquer obstáculo se torna um impulsionamento pelo aperfeiçoamento dos trabalhos. “Em 2018 queimou o gerador de energia e ficamos 1 ano e 10 meses ensaiando sem luz no Teatro”, relembra dos dias escuros.

Hoje, com o apoio do Prefeito Ricardo Nunes, a Ofisa conta com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura. “Vida longa à Ofisa”, finaliza Sílvia, lembrando e agradecendo à Gazeta de Santo Amaro por divulgações de suas ações culturais no bairro, desde 1978, quando ganhou um prêmio do nosso amado jornal do saudoso Sr. Armando, pela educação musical do bairro. Alguns hábitos nunca mudam!


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.