Mais 55 vias estão elegíveis para recapeamento em São Paulo

0
1213

Decreto publicado no Diário Oficial é o segundo do maior programa de manutenção e conservação da malha viária


A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal das Subprefeituras (SMSUB), publicou no Diário Oficial (03), o decreto que tornam elegíveis mais vias para o programa de recuperação asfáltica da cidade, iniciado no mês de junho.

Com o novo decreto, mais 55 trechos da malha viária se somam ao decreto anterior, que priorizou outras 74. Entre as vias estão avenida Giovanni Gronchi, Estrada do M’Boi Mirim, avenida Ragueb Chohfi, avenida Teotônio Vilela e a pista local da Marginal Pinheiros.

Os critérios considerados para a escolha das vias prioritárias, estão o volume de tráfego e a deterioração do pavimento existente, demanda de transporte coletivo sobre pneus, histórico de operação de conservação de pavimentos viários, além de outras demandas da própria comunidade.

O programa de recapeamento tem investimento de aproximadamente 1 bilhão de reais, o uso de alta tecnologia no diagnóstico das condições das vias, soluções de recomposição do pavimento de acordo com a patologia apresentada e recuperação da malha viária com asfalto de qualidade superior como o SMA (Stone Matrix Asphalt: composto por polímero e fibra).

Essa mistura é utilizada na Europa em países como a Alemanha, Suécia e Inglaterra, sendo mais resistente à fadiga. Além disso, o programa definiu no edital a reciclagem de, pelo menos, metade do asfalto retirado das vias, tornando o recapeamento um paradigma de solução sustentável no Brasil e um dos mais amigáveis com o planeta.

Fiscalização

Desde novembro de 2019, a Secretaria passou a utilizar o Geoinfra, sistema que permite que a gestão autorize a realização de obras na malha viária, calçadas, subterrâneo e redes aéreas, e que possa acompanhá-las durante o processo de forma digital. Isso possibilitou que a Prefeitura tivesse mais controle sobre as intervenções que acontecem na cidade, principalmente no pavimento, tendo a localização e identificação do responsável pelo buraco aberto na via. O controle do Geoinfra permitiu que a Prefeitura identificasse a concessionária, que é notificada a fazer o conserto.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.