Instituto de Lideranças Empresariais de SP doa kits de higiene para Associação de PMs Deficientes Físicos

0
23

A Associação dos Policiais Militares Deficientes Físicos do Estado de São Paulo existe desde 1993 e foi criada por policiais paraplégicos para ajudar na reabilitação do policial militar portador de deficiência, além de sua família. Todos os custos e doações são bancadas pelos policiais associados, sem investimentos financeiros do Governo de São Paulo


A empresa Química Baruel, através do Instituto de Lideranças Empresariais de São Paulo (ILESP) e da Loja Maçônica John Philip Souza, doou 200 kits de higiene pessoal para a Associação dos Policiais Militares Deficientes Físicos do Estado de São Paulo (APMDFESP). A entrega das doações aconteceu na sede regional Sul da APMDFESP, em Santo Amaro.

“Viemos trazer 200 kits de higiene e desinfecção de um dos associados do ILESP, a Química Baruel. Junto com o ILESP está a Loja Maçônica John Phillip Sousa. Os kits são para as famílias dos policiais, nossos heróis que ficaram feridos e deficientes quando estavam no exercício de sua função”, explicou Mario Mariano Machado, presidente do ILESP.

A Associação dos Policiais Militares Deficientes Físicos do Estado de São Paulo existe desde 1993 e foi criada por policiais paraplégicos para ajudar na reabilitação do policial militar portador de deficiência, além de sua família. Todos os custos e doações são bancadas pelos policiais associados, sem investimentos financeiros do Governo de São Paulo.

A sede regional Sul da APMDFESP presta serviços jurídicos, atendimento psicológico, audiometria e tem barbeiro. Além disso, também ajuda a família do PM. “Fisioterapia, hidroterapia, atendimento psicológico e jurídico, trabalho social com entrega de materiais como sonda, aparelho auditivo, tudo para a família do policial militar”, explica Ricieri Guimarães de Carvalho, policial militar e representante regional Sul da APMDFESP, que ficou paraplégico em 2001 quando levou um tiro durante um assalto em seu dia de folga.

“Eu sou policial militar desde 1992. Em 2001, num assalto, fui alvejado, tive uma lesão na coluna e fiquei paraplégico. Graças a Deus, três meses antes de acontecer esse fato eu fiquei sócio da APMDFESP. Quando eu me tornei deficiente físico, quem me apoiou e ajudou foi a Associação”, explica Ricieri.

De acordo com o presidente do ILESP, a instituição sempre contribuiu para a manutenção da APMDFESP. “O ILESP foi fundado em 2015 e desde essa época nós passamos a ajudar, porque alguns diretores do ILESP pertenceram a Polícia Militar, então nós sempre estamos juntos com a Associação. Eles são os nossos heróis, que a sociedade não conhece. Depois que eles se tornam deficientes, é a associação que ajuda, junto com as empresas e com aqueles que podem ajudar”, explica Mario.

Os kits doados pelo ILESP serão encaminhados para os filhos dos policiais militares associados, principalmente os mais vulneráveis. “Muito obrigada a Química Baruel. Os kits são muito importantes principalmente nesse momento que a gente está vivendo. Obrigada por todo o apoio que o ILESP já vem dando há anos pra gente, para a família do policial militar”, agradece o representante da APMDFESP na Zona Sul.

Empresas e pessoas físicas podem ajudar a Associação dos Policiais Militares Deficientes Físicos do Estado de São Paulo e suas famílias. Para saber mais sobre doações, entre em contato pelo site: www.apmdfesp.com.br


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.