12.1 C
São Paulo
sexta-feira, 20 maio, 2022
Mais

    Hospital da Zona Sul já tem mais de 70% dos leitos ocupados com pacientes infectados pelo coronavírus

    Mais lidas

    O Estado de SP registrou, nesta quinta-feira (16), 853 mortes por coronavírus, com 11.568 casos confirmados da doença. Em todo o Estado, a capital paulista é a cidade com o maior número de mortes: 603


    Na última quarta-feira (15), o Governo de São Paulo divulgou as maiores taxas de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria em hospitais públicos da capital paulista, com pacientes infectados pelo novo coronavírus.

    Na Zona Sul, apenas um hospital aparece na lista: o Hospital Geral de Pedreira, com 71% dos leitos de enfermaria ocupados e 87% dos leitos de UTIs ocupados.

    Os outros hospitais mencionados por ocupação de UTI são:

    Hospital Emílio Ribas: 100%; Hospital Geral Vila Nova Cachoeirinha: 86%; Hospital das Clínicas: 83%; Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos: 67% e Hospital São Paulo: 62%.

    Já por ocupação de pacientes com coronavírus na enfermaria:

    Hospital Geral Vila Nova Cachoeirinha: 86%; Instituto Emílio Ribas: 80% Hospital São Paulo: 73%; Hospital das Clínicas: 73% e Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos: 71%.

    “Isso mostra claramente a pressão no sistema público de saúde através da observação de grandes hospitais na região metropolitana de São Paulo. Nós temos hospitais já com números elevados de pacientes na enfermaria e na unidade de terapia intensiva”, disse David Uip, coordenador do Centro de Contingência contra o Coronavírus.

    Segundo o secretário da Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, os leitos de UTI em São Paulo vão começar a lotar a partir de maio. “Nós vivemos de cenários: nós temos de entender que se mantivermos esse grau de isolamento e distanciamento social, nós podemos inferir que provavelmente nós teremos uma lotação de leitos de UTI a partir do mês de maio. Temos duas reservas de leitos: uma que deve lotar até o final de maio e outra até o final de julho”.

    Nesta quinta-feira (16), 1.264 pessoas estavam internadas em enfermarias e outras 1.115 estão em leitos de UTI, em todo o Estado. Outras 2.393 pessoas também estão internadas com suspeita de estarem infectadas com Covid-19 e 1.421 estão na UTI, também por suspeita.

    O Estado de SP registrou, nesta quinta-feira (16), 853 mortes por coronavírus, com 11.568 casos confirmados da doença. Em todo o Estado, a capital paulista é a cidade com o maior número de mortes: 603.

    No Brasil, hoje (16), o Ministério da Saúde foram registrados 1.924 mortes, um aumento de 10,8% em relação ao dia anterior (15), quando o país registrou 1.736 mortes.


    FALE COM A REDAÇÃO: reportagem@gruposulnews.com.br

    - Patrocinado -

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas