Governo Federal aprova financiamento de R$ 200 milhões para corredor de ônibus no Brooklin

0
271

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, o projeto faz parte do Grupo 2 do Programa Avançar Cidades – Mobilidade Urbana e terá financiamento liberado pela Caixa Econômica Federal


Através do programa Avançar Cidades, o Ministério do Desenvolvimento Regional do Governo Federal aprovou o financiamento de quase R$ 200 milhões para um projeto no corredor de ônibus da Avenida Chucri Zaidan, no Brooklin.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, o projeto faz parte do Grupo 2 do Programa Avançar Cidades – Mobilidade Urbana, que atende municípios com população superior a 250 mil habitantes. O financiamento será liberado pela Caixa Econômica Federal.

No total, R$ 295,8 milhões foram aprovados para o Programa Avançar Cidades e os recursos serão destinados também para o Espírito Santo, Mato Grosso, Piauí, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

“Os recursos disponibilizados para o Avançar Cidades – Mobilidade Urbana são de financiamento, oriundos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), conforme o previsto no Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana (Pró-Transporte)”, informou o Ministério do Desenvolvimento Regional.

Em fevereiro deste ano, a Secretaria da Fazenda da Prefeitura de São Paulo abriu chamada pública para instituições financeiras públicas e privadas, além de organismos e entidades de crédito nacionais e estrangeiras, que desejavam financiar obras e serviços complementares da Avenida Chucri Zaidan.

As obras, no prolongamento de 3,4 km da avenida, prevêem intervenções na ampliação do corredor e nos trechos já existentes e também obras de paisagismo. A Prefeitura aproveita para indicar exemplos de intervenções a serem feitas:

• Implantação do Corredor de Ônibus da Av. Chucri Zaidan: execução de túnel sob a Rua Cecília Lottenberg (antiga Rua José Guerra) e enterramento de redes aéreas;

• Adequação do Corredor de Ônibus da Av. Chucri Zaidan: adequação da geometria viária e vegetação existente para comportar 4 faixas por sentido, sendo a faixa da esquerda exclusiva para ônibus;

• Rampas cicloviárias na Ponte Laguna: instalação de iluminação pública na rampa cicloviária já executada na Ponte Laguna conectando-a com a ciclovia existente na margem Oeste do Rio Pinheiros.

De acordo com o avanço das obras, o dinheiro deve ser liberado nos primeiros 24 meses de acordo. Este financiamento faz parte de um projeto de lei, aprovado pela Câmara dos Vereadores em dezembro de 2019, que prevê a captação de R$ 1,2 bilhão nas áreas de mobilidade, habitação, sustentabilidade e drenagem.


FALE COM A REDAÇÃO[email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.