Fevereiro Roxo e Laranja alertam para doenças de Lúpus, Fibromialgia, Alzheimer e Leucemia

0
361

O mês se destaca pela importância da conscientização, identificação precoce e promoção de ações sobre essas doenças


Fevereiro é o mês dedicado à conscientização e prevenção de diversas condições de saúde, incluindo leucemia, fibromialgia, Alzheimer e a doença de Lúpus. Por meio das campanhas Fevereiro Laranja e Fevereiro Roxo, esse período se destaca pela importância da conscientização, identificação precoce e promoção de ações sobre essas doenças, impactando milhões de pessoas no Brasil e no mundo.

As campanhas não apenas informam sobre essas condições médicas, mas também promovem solidariedade, empatia e pesquisa para avançar nos tratamentos e na qualidade de vida dos pacientes. As cores laranja e roxo não representam apenas tons neste mês, mas sim símbolos de esperança, conscientização e união diante dos desafios da saúde global.

Fevereiro Roxo – Fibromialgia

A fibromialgia, caracterizada por dor generalizada e sensibilidade em pontos específicos do corpo, afeta de 2% a 12% da população adulta no Brasil. A síndrome atinge 2,5% da população mundial, predominantemente mulheres entre 30 e 55 anos. Estima-se que 270 mil pessoas no Rio Grande do Sul sejam portadoras da fibromialgia. Apesar da falta de conhecimento sobre suas causas, a pesquisa e conscientização contínuas são fundamentais para melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Diagnóstico:

O diagnóstico da fibromialgia é predominantemente clínico, com critérios que incluem dor persistente por mais de três meses em todo o corpo e a presença de pontos dolorosos na musculatura. Exames de sangue e de imagem podem ser realizados para descartar outras condições médicas.

Tratamento:

O tratamento busca aliviar sintomas como dores disseminadas, fadiga e distúrbios do sono, com uma abordagem que considera a complexidade da síndrome.

Fevereiro Roxo – Alzheimer

A Doença de Alzheimer, neurodegenerativa e prevalente em idosos, é um desafio devido à sua origem genética ainda desconhecida. Seus sintomas incluem falta de memória, repetição de perguntas e dificuldade em realizar tarefas cotidianas. No Brasil, 6% dos idosos são afetados pela doença, e o diagnóstico é baseado em exames físicos, neurológicos e avaliação do estado mental.

Diagnóstico:

O diagnóstico abrange avaliação de depressão, exames laboratoriais e descartar outras condições médicas com sintomas semelhantes.

Tratamento:

Embora não haja cura, medicamentos oferecem qualidade de vida ao retardar a progressão da doença e preservar funções intelectuais.

Fevereiro Roxo – Lúpus

O Lúpus afeta cerca de 65 mil pessoas no Brasil, conforme o Ministério da Saúde, sendo mais prevalente em mulheres. Com sintomas como lesões na pele, dor nas articulações e inflamações em órgãos internos, o diagnóstico é desafiador e depende de exames de sangue, urina e análise clínica.

Diagnóstico:

Não há um exame específico, mas a segurança do diagnóstico é alcançada por meio de uma avaliação completa.

Tratamento:

Apesar de não ter cura, o tratamento é individualizado, buscando controlar a atividade da doença e proporcionar qualidade de vida.

Fevereiro Laranja – Leucemia

Segundo estimativa do Instituto Nacional do Câncer, a leucemia vai afetar mais de 11 mil pessoas no Brasil entre 2023 e 2025. Com tratamentos como quimioterapia e transplante de células-tronco, o acompanhamento médico é crucial para determinar a abordagem mais adequada.

Diagnóstico:

O diagnóstico envolve mielograma e, em alguns casos, biópsia da medula óssea. Realizado por hemograma e exames de imagem, a detecção precoce é fundamental.

Tratamento:

Quimioterapia, radioterapia e transplante de células-tronco são opções, dependendo do tipo de leucemia e características do paciente. O acompanhamento visa o controle da doença e a melhoria da qualidade de vida.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.