Estresse e sedentarismo acendem alerta para hipertensão em pessoas cada vez mais jovens

0
51

Mortes pela doença aumentaram 72% na última década

A hipertensão, fator de risco cardiovascular que pode evoluir para doenças graves, como, por exemplo, infarto e AVC, deixa, em sua data nacional de prevenção (26/4), um alerta aos jovens.

Embora menos frequente na faixa etária, a enfermidade em pessoas entre os 30 e 40 anos está em ascensão. “Alguns dos principais motivos para esse fenômeno é a rotina cada vez mais intensa e exigente de trabalho, onde os jovens estão sempre conectados e disponíveis, associados ao sedentarismo e maus hábitos alimentares, que causam maiores níveis de tensão vascular, influindo na distribuição sanguínea do corpo”, explica o Dr. Roberto A. Vasques Jr., coordenador de Cardiologia do Hospital São Luiz Jabaquara.

De acordo com o especialista, para não se chegar à velhice hipertenso, algo comum a 65% dos idosos, os mais novos devem se antecipar e agir preventivamente, incluindo ações funcionais, saudáveis e proativas ao bem-estar corporal, psicológico e espiritual.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.