Espetáculo “E Ainda Assim Se Levantar”, da Cia. Luna Lunera (MG), em temporada no Sesc Santo Amaro

0
103

A Cia. Luna Lunera [Belo Horizonte/MG] comemorou, virtualmente, 20 anos de trajetória em 2021 e agora realiza sua primeira temporada presencial no Sesc Santo Amaro


O Sesc Santo Amaro retomou, integralmente, suas atividades presenciais desde o dia 1º de dezembro de 2021. A partir de 21/01 até 27/02, às sextas, sábados e domingos, a Unidade recebe sua primeira temporada de teatro após o início da pandemia, o espetáculo “E Ainda Assim Se Levantar”, da companhia mineira Luna Lunera.

Com direção de Isabela Paes, integrante da companhia, o estímulo para a criação do espetáculo “E Ainda Assim Se Levantar” foi o projeto de pesquisa “A potência da precariedade”, que durante todo o processo de criação levantou questões que buscam identificar: como podemos encontrar força em situações de iminente esgotamento? 

Com atuação de Anderson Luri, Cláudio Dias e Letícia Castilho, “E Ainda Assim Se Levantar” aposta numa reconfiguração da narrativa clássica (história/personagens/cenário) para dar lugar à eloquência dos corpos como principal instrumento de criação. “Queremos abdicar da teatralidade para encontrar o que o teatro possui de mais potente: a possibilidade de explorarmos atravessamentos que só acontecem na copresença”, explica Isabela Paes. E segue: “De onde podemos encontrar forças quando parece que não podemos aguentar mais?” Essa é uma das reflexões que motivaram a criação do espetáculo.

A musicalidade dessa montagem – executada pelos próprios atores que cantam e tocam instrumentos de modo assumidamente precário e cotidiano – é um dos principais recursos que apontam o caminho. Cláudio Dias explica que “buscamos na valorização da alegria, por meio da música e do carnaval, uma forma de respiro potente como maneira de apoiar nosso movimento de sobrevivência.”  E afirma: “O Sesc é um importante portal de acesso e difusão da arte, e se mostrou um agente cultural essencial durante a pandemia. Uma alegria retornar ao Sesc São Paulo, especialmente ao Sesc Santo Amaro, depois de sete anos, onde realizamos, em 2014, uma mostra de espetáculos e oficinas.”

A peça teve duas indicações ao 6º Prêmio Copasa Sinparc de Artes Cênicas nas categorias Trilha Sonora Original (Cia. Luna Lunera) e Criação de Luz (Marina Arthuzzi e Jésus Lataliza).

SINOPSE

Como encontrar forças para seguir em frente? Como manter a esperança e o desejo com todas as ameaças no futuro? Como ainda ajudar e ouvir o outro quando se está prestes a cair? Como continuar quando nossos corpos não aguentam mais? Como fazer teatro quando a palavra se tornou uma ameaça? Não temos respostas, mas sabemos que não vamos desistir. 

SOBRE AS PERSONAGENS 

O espetáculo promove um encontro mediado por três pessoas: um homem jovem, uma mulher e um homem maduro. O Homem Jovem parece sempre estar no caminho certo, rumo ao sucesso, à vitória, à realização. O topo. Mas, na própria corrida sem tréguas, sente que se perdeu no fundo de tanto otimismo e certeza. Tenta quebrar a máscara de ferro moldada para esse homem. Tenta desfazer os inúmeros nós em sua garganta. 

A Mulher não consegue identificar ao certo de onde vem o cansaço. Cansada de ter que provar tudo o tempo todo. Cansada de ter que ser forte para conseguir ser ouvida. Cansada de ter que mostrar que não quer ser objetificada. Encontra no outro, no jogo, neste encontro aqui e agora e em sua própria voz as faíscas que a reacendem. E, às vezes, por breves momentos, conseguimos vê-la por inteiro. Sabe que é preciso defender a alegria. 

O Homem Maduro sempre ia à frente, mas está exaurido da luta, dos golpes. Parece difícil continuar sendo artista, gay, ativista, mas ele não sabe ser outra coisa senão ele mesmo. A caminhada foi longa e sente a idade, o corpo envelhecendo, as inúmeras derrotas. Pensa em desistir. Não consegue nem mais chorar. A morte ronda. Mas para ele talvez não tenha outra saída, enquanto estiver vivo vai insistir em viver. 

FICHA TÉCNICA

Direção: Isabela Paes

Dramaturgia: Marcos Coletta e Cia. Luna Lunera

Assistência de direção: Cláudio Dias

Atores/criadores: Anderson Luri, Cláudio Dias e Letícia Castilho

Figurino: Camila Moreno e Cia. Luna Lunera

Cenário: Ed Andrade e Cia. Luna Lunera

Criação de luz: Marina Arthuzzi e Jésus Lataliza

Vídeos do espetáculo: Fabiano Lana
Design: Rafael Maia

Fotografias: Carlos Hauck e Kika Antunes

Assessoria de Comunicação: Zé Walter Albinati

Produção Executiva: Cláudio Dias

Direção de Produção: Marcelo Souza e Silva e Isabela Paes

Produção: Cia. de Teatro Luna Lunera

SOBRE A CIA. LUNA LUNERA                                                                       Logotipo, Ícone

Descrição gerada automaticamente

Criada em 2001, a Cia. Luna Lunera é hoje considerada um dos expoentes do teatro brasileiro contemporâneo. Desperta interesse e reconhecimento pelo desenvolvimento de um método próprio de criação compartilhada, no qual os espetáculos surgem de uma série de encontros, pesquisas e improvisações, e onde os lugares tradicionalmente destinados ao diretor, ao ator, ao dramaturgo e ao público são completamente redefinidos. 

A Cia. realizou mais de mil apresentações, levando mais de 200 mil pessoas aos teatros do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, França, México, Panamá, Portugal, Uruguai e Venezuela. Além do seu reconhecimento artístico, a Luna Lunera vem se tornando uma referência na formação profissional e de público, através de inúmeras ações de trocas de experiência, democratização do acesso à arte e ampliação dos seus circuitos de exibição. 

A principal atividade da Luna Lunera é a criação e circulação de espetáculos autorais, com estética acentuadamente contemporânea. A Cia. investe em diversos caminhos de criação por meio da pesquisa e diálogo com outros criadores contemporâneos do teatro, da dança, da música e das artes visuais e digitais, abrindo seus processos criativos para o público, tornando-o cocriador.


SERVIÇO

ESPETÁCULO: E AINDA ASSIM SE LEVANTAR

Quando: de 21/01 a 27/02/2021

Horário: sextas, às 21h; sábados, às 20h e domingos, às 18h

Local: Teatro do Sesc Santo Amaro – 279 lugares – Rua Amador Bueno, 505, Santo Amaro, São Paulo.

Duração: 90 minutos

Classificação: 16 anos

Ingressos: disponíveis a partir de 18/01, às 14h, em sescsp.org.br e em 19/01, 17h, em toda rede Sesc. R$ 40,00(inteira); R$ 20,00 (estudantes, +60 anos e aposentados, pessoas com deficiência e servidores da escola pública e Credencial Plena válida: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e dependentes). 


SOBRE O SESC SÃO PAULO

Com 75 anos de atuação, o Sesc – Serviço Social do Comércio – conta com uma rede de 45 unidades operacionais no estado de São Paulo e desenvolve ações com o objetivo de promover bem-estar e qualidade de vida aos trabalhadores do comércio, serviços, turismo e para toda a sociedade. Mantido pelos empresários do setor, o Sesc é uma entidade privada que atua nas dimensões físico-esportiva, meio ambiente, saúde, odontologia, turismo social, artes, alimentação e segurança alimentar, inclusão, diversidade e cidadania. As iniciativas da instituição partem das perspectivas cultural e educativa voltadas para todas as faixas etárias, com o objetivo de contribuir para experiências mais duradouras e significativas. São atendidas nas unidades do estado de São Paulo cerca de 30 milhões de pessoas por ano. Hoje, aproximadamente 50 organizações nacionais e internacionais do campo das artes, esportes, cultura, saúde, meio ambiente, turismo, serviço social e direitos humanos contam com representantes do Sesc São Paulo em suas instâncias consultivas e deliberativas. Mais informações em www.sescsp.org.br/sobreosesc

SOBRE APRESENTAÇÃO DO COMPROVANTE DE VACINA

Em todas as unidades do Sesc no estado de São Paulo é necessário apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19. A partir de 1⁰ de dezembro, o acesso às Unidades passa a ser realizado mediante comprovação de duas doses da vacina ou da dose única, e um documento oficial com foto. O público pode apresentar o comprovante de vacinação físico, recebido no ato da vacinação, ou o comprovante digital, disponibilizado pelas plataformas VaciVida e Conecte SUS, ou pelo aplicativo e-saúdeSP.

TEATROS

Os teatros do Sesc ampliaram a capacidade de público para até 100% a partir de 23 de novembro. Os shows, peças teatrais, espetáculos de dança e circo acontecem em diversas Unidades, com ingressos marcados. A partir de 1⁰ de dezembro, a venda presencial de ingressos em rede foi retomada nas bilheterias das unidades e a venda de ingressos on-line segue disponível no Portal Sesc SP. Acompanhe a agenda de shows e espetáculos no Portal Sesc – www.sescsp.org.br

SESC SANTO AMARO

Bilheteria e horário da unidade: Terça a sexta, das 10h às 20h30. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30.

Endereço: Rua Amador Bueno, 505, Santo Amaro, São Paulo.

Acessibilidade: universal.

Estacionamento da unidade: R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional (Credencial Plena); R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional (outros).

Preço único mediante apresentação de ingresso (a partir das 18h): R$ 7,50 (Credencial Plena) e R$ 15,00 (outros).

Disponibilidade: 158 vagas para carros e 36 para motos. A Unidade possui bicicletário gratuito.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.