Desmatamento ilegal na Zona Sul é tema de discussão na Câmara dos Vereadores

0
38

Segundo a Câmara, “a intenção dos parlamentares é cobrar mais fiscalização dos governos estadual e municipal para evitar crimes ambientais”

 

 

No dia 25 de junho, vereadores do Comitê de Chuvas e Enchentes da Câmara Municipal de São Paulo debateram sobre as denúncias de desmatamento ilegal na Zona Sul da cidade, nos bairros do Grajaú e Parelheiros. Segundo a Câmara, “a intenção dos parlamentares é cobrar mais fiscalização dos governos estadual e municipal para evitar crimes ambientais”.
“Tirando aquelas árvores, o clima de São Paulo sofrerá uma mudança muito grande. E tem a questão das chuvas porque Parelheiros regula o regime de chuvas. O desmatamento também vai fazer com que a poluição piore”, explicou o vereador Gilberto Natalini (PV), presidente do Comitê.
Já o vereador Milton Leite (DEM), afirmou que muitas pessoas se apropriam do problema habitacional de SP para enganar quem busca por uma casa. “No momento em que falta habitação a estas famílias, os oportunistas usam da boa-fé do comprador para vender uma fração ideal. E eles colocam o cidadão na situação de crime”, concluiu Leite.
O Comitê de Chuvas e Enchentes da Câmara fez uma vistoria em terrenos do Grajaú e Parelheiros para averiguar denúncias de desmatamento, no dia 13 de junho. Em Parelheiros, a equipe encontrou uma vasta região de Mata Atlântica que foi derrubada e queimada por pessoas que vendem lotes clandestinos. No Grajaú, o Comitê encontrou uma enorme clareira aberta com o uso de máquinas.
O vereador Gilberto Nascimento lamentou os atos de desmatamento porque também afetam o abastecimento de água na região Sul, que atende milhões de pessoas. “É uma tristeza ver o que vimos ali naquele dia. No caminho, já começamos a entender a maldade destes criminosos. Nos pontos de ônibus, havia cartazes com preços [dos lotes] absurdamente baixos”, afirmou o vereador Gilberto Nascimento Jr. (PSC), na Câmara.
Segundo a Prefeitura, em 2019, a Guarda Civil Metropolitana (GCM) realizou mais de 70 ações de flagrante em áreas de desmatamento e mais de 2 mil fiscalizações de perímetros ambientais.

 

__
FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: reportagem@gruposulnews.com.br
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.