23.6 C
São Paulo
quinta-feira, 26 maio, 2022
Mais

    Cresce número de atendimentos em Delegacias de Defesa da Mulher na Zona Sul

    Mais lidas

    A Delegacia da Mulher, em Santo Amaro, registrou aumento de 330% no número de medidas protetivas registradas em 2019. Nas quatro DDMs da capital, foram instaurados 1.322 inquéritos entre os meses de março e abril, um aumento de 38% em relação a janeiro e fevereiro

     

    Em 2019, quatro Delegacias de Defesa da Mulher (DDM) na capital paulista começaram a funcionar durante 24 horas. Duas estão na Zona Leste e duas na Zona Sul: na Vila Clementino e em Santo Amaro.
    Nessas quatro DDMs, foram instaurados 1.322 inquéritos entre os meses de março e abril, um aumento de 38% em relação a janeiro e fevereiro, meses em que foram protocolados 960 inquéritos e as delegacias funcionavam das 9h às 19h, de segunda a sexta-feira.
    O número de medidas protetivas também subiu: foram 938 medidas registradas entre março e abril, enquanto entre janeiro e fevereiro foram 467 medidas. O aumento subiu para 101%, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública.
    A 6ª Delegacia da Mulher da capital paulista, localizada em Santo Amaro, passou a funcionar 24 horas no mês de março. No primeiro mês do ano, essa DDM registrou 50 medidas protetivas e, em abril, o número subiu para 215 medidas registradas, o que significa um aumento de 330%.
    A medida protetiva está prevista na Lei nº 11.340/2006, conhecida popularmente como Lei Maria da Penha, e prevê que “verificada a existência de risco atual ou iminente à vida ou à integridade física da mulher em situação de violência doméstica e familiar, ou de seus dependentes, o agressor será imediatamente afastado do lar, domicílio ou local de convivência com a ofendida”.
    O crescimento no número de inquéritos foi registrado na 2ª DDM, na Vila Clementino. Se entre janeiro e fevereiro foram protocolados 89 inquéritos, entre março e abril o número subiu para 254, o que gera um crescimento de 185%.
    No Estado de São Paulo, são 10 as Delegacias de Defesa da Mulher que funcionam 24 horas por dia, ou seja, apenas 8% do total de 133 DDMs do Estado. O número de medidas protetivas e inquéritos cresceu 10% em todo o Estado.
    No ano passado, a deputada Beth Sahão apresentou um projeto de lei para que todas as Delegacias de Defesa da Mulher no Estado de SP funcionem 24 horas por dia. O projeto foi aprovado pela Assembleia Legislativa (Alesp), porém, foi vetado pelo governador João Doria.

     

    RISCO DE MORTE
    Uma pesquisa da USP, UFMG, Universidade de Toronto, Ministério da Saúde e Vital Strategies mostra que brasileiras expostas a agressão física, sexual ou mental tem um risco de morte oito vezes maior do que a população feminina em geral e elas também podem morrer de outras doenças adquiridas por causa da violência que sofreram.
    A pesquisa analisou 800 mil notificações feitas por serviços de saúde e 16.500 mortes associadas a elas, entre 2011 e 2016. O risco de morte por diabetes é quatro vezes maior do que o das mulheres sem notificação de violência. Elas também tem 11 vezes mais riscos de cometer suicídio e jovens entre 15 e 29 anos tem 5,7 vezes mais chances de morrer por causa de doenças cardíacas.
    Nesse período, as mulheres representaram 70% das 243.259 vítimas de violência que procuraram o Sistema Único de Saúde (SUS). Cerca de 70% das agressões aconteceram dentro de casa e 28% dessas mulheres foram agredidas mais de uma vez.

     

    Confira os endereços das Delegacias de Defesa da Mulher 24 horas, na capital paulista:
    1º Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher – Centro
    Rua Bittencourt Rodrigues, 200 – Parque Dom Pedro
    (11) 3241-3328 (plantão) | (11) 3241-2263
    2º Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher – Sul
    Avenida Onze de Junho, 89 – Vila Clementino
    (11) 5084-2579 | (11) 5081-5204
    4º Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher – Norte
    Avenida Itaberaba, 731 (1º andar) – Freguesia do Ó
    (11) 3976-2908
    5º Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher – Leste
    Rua Dr. Corinto Baldoíno Costa, 400 – Parque São Jorge
    (11) 2293-3816 | (11) 2941-9770
    6º Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher – Sul
    Rua Sargento Manoel Barbosa da Silva, 115 (2º andar) – Campo Grande
    (11) 5521-6068
    7º Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher – Leste
    Rua Sábbado D’Ângelo, 64-A – Itaquera
    (11) 2071-3488 | (11) 2071-4707
    8º Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher – Leste
    Avenida Osvaldo Valle Cordeiro, 190 – Jardim Marília
    (11) 2742-1701

     

    __
    FALE COM A REDAÇÃO
    Sugestões de pauta, envie email para: reportagem@gruposulnews.com.br
    - Patrocinado -

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas