Cia. Paideia de Teatro reestreia o espetáculo “A Caixa Encantada”

0
115

As apresentações serão realizadas na sede da Cia. Paideia, em Santo Amaro


O espetáculo “A Caixa Encantada” estreou em 2014, e segue sendo parte importante do repertório da Cia Paideia. Na época de sua estreia, Dib Caneiro Neto escreveu uma crítica ao espetáculo. Seguem aqui algumas de suas palavras:

“O grupo é corajoso. Na era das redes sociais, ipads e aplicativos, a Paideia decide-se por um espetáculo que, de certa forma, é retrô, porque ainda considera a existência de objetos chamados livros. Mais do que isso: faz uma crítica fortíssima às atuais instituições de ensino, que mantém bibliotecas inoperantes, espaços que viraram verdadeiros cantinhos sinistros, mofados e desocupados dentro da estrutura escolar. Pior ainda, com funcionários públicos (bibliotecários) que não têm mais estímulo para trabalhar e não conseguem mais envolver/cativar para os livros a clientela escolar.”

“Uma menina que não queria ir à escola vai parar dentro de uma biblioteca abandonada. Cada livro que ela abre descortina um mundo fantasioso e rico de personagens, que saltam de dentro das páginas e ganham vida, como se fossem fantasmas caminhando entre as prateleiras.”

“No elenco, os atores (…) conseguem dar seu recado de forma envolvente, com muita garra e talento”

“Fundada em 1997 por Amauri Falseti e Aglaia Pusch, a companhia Paideia destaca-se ano a ano com um lindo trabalho de difusão do teatro para jovens, realizando peças cada vez mais completas e necessárias em seu mágico espaço no bairro de Santo Amaro”

(A crítica completa pode ser lida no site da Revista Crescer: https://revistacrescer.globo.com/Colunistas/Dib-Carneiro-Neto/noticia/2014/09/para-que-servem-bibliotecas-no-mundo-de-hoje.html)

Sinopse:

“É muito triste ter que ir para a escola todos os dias”, diz Aline. Um dia sua professora lhe revela um canto esquecido na escola, onde se encontram todos os livros que não cabem na sala de leitura.

Ali ela irá se deparar com uma pequena parte do tesouro da humanidade. Como que por acidente, como que por encanto, ela encontra personagens saídos de lendas, histórias e contos de fadas. Nesses encontros ela vai conhecendo novos mundos, novas fronteiras e a si mesma; descobre o poder de sua imaginação e do que sai dos livros. Tempos distintos se entrecruzam e se iluminam – como a realidade da escola pública de Aline e a vida dura de João e Maria, que se desvelam no encontro dos personagens.

A Caixa Encantada conta a história da vida de uma menina solitária, vivendo em um universo de adultos onde não é percebida e muito menos necessária. Nesse espetáculo, a realidade se manifesta através de releituras de contos clássicos da literatura; a protagonista, com toda a sua pureza, interfere na vida desses personagens clássicos, revelando que precisa de quem lhe ouça. E que esse simples gesto é um modo de amar.

Ficha técnica:
Texto e Direção: Amauri Falseti | Cenário e Figurino: Telumi Helen | Assistente de Cenário e Figurino: Clau Carmo | Iluminação: Wagner Freire | Assistente de Iluminação: Alessandra Marques | Operação de Luz: Rodrigo Abreu | Direção musical: Marcos Iki | Elenco: Ana Luiza Junqueira, Luísa Crobelatti, Rogério Modesto e Suzana Azevedo | Composições: Marcos Iki | Fotos: Thiago Leite | Colaboração: Aglaia Pusch, Flávio Porto e Christine Röhrig

SERVIÇO

Apresentações: De 30/04 à 22/05. Sábados e Domingos, às 17h

Duração: 50 minutos | Indicação: +5

Ingressos: R$30,00 (ingresso solidário); R$20,00 (inteira); R$10,00 (meia); gratuito para Professores da Rede Pública e alunos da EMEF Carlos de Andrade Rizzini

Os ingressos precisam ser reservados pelo link: https://form.jotform.com/221075685986672
É obrigatório apresentar o comprovante de vacina contra a Covid-19

Endereço: Rua Darwin, 153 – Santo Amaro.

Foto: Thiago Leite
Foto: Thiago Leite

SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.