Centro de Convivência Intergeracional Marsilac atenderá mais de 100 pessoas

0
226

O espaço de convivência visa o fortalecimento de vínculo entre os diferentes públicos


Voltado para a população em situação de vulnerabilidade e risco social, a região do extremo Sul da capital paulista conta com um novo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) para crianças, jovens, adultos e idosos.

Foi inaugurado na última sexta-feira (06) o Centro de Convivência Intergeracional (CCInter) Marsilac/Emburá, extremo sul da cidade.

Através do convênio firmado com a Organização de Sociedade Civil (OSC) ProBrasil – Criando Futuro, o espaço oferece 120 vagas para pessoas de diferentes idades, a partir de 06 anos. Atividades socioeducativas, corporais, recreativas, teatro, música, contação de histórias, artesanato, oficinas de brinquedo, fotografias e encontros que abordam assuntos do cotidiano dos participantes compõem a programação do CCInter Marsilac/Emburá. Além disso, o atendimento engloba encaminhamentos para outras políticas públicas, por meio do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

O serviço é direcionado para indivíduos, de diferentes faixas etárias, pertencentes a famílias beneficiárias de programas de transferência de renda e em diferentes situações de vulnerabilidade e risco social, como por exemplo, por deficiências, egressos de medidas de proteção do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), situação de rua, entre outros.

Segundo o secretário-adjunto da SMADS, o convívio intergeracional possibilita ampliar as experiências entre os diferentes perfis, promovendo a cidadania e reforçando aspectos culturais e de sociabilidade. “Busca-se aproximar as diferentes faixas etárias e, ao mesmo tempo, trabalhar as potencialidades de cada uma delas, com respeito às histórias e as vivências”, menciona Del Bosco.

O imóvel, que dispõe de áreas com acessibilidade, é composto por cozinha, refeitório, área administrativa, sala para o atendimento socioassistencial, espaço pedagógico, três salas de atividades, banheiros (três femininos, três masculinos e dois acessíveis), biblioteca e área externa. A equipe é composta por dez profissionais na área social, pedagógica, técnicos especializados, além de cozinheira e apoio operacional.

A empregada doméstica que atualmente está buscando uma recolocação no mercado de trabalho, Claudia dos Santos, 48 anos, revela que o espaço contribui de várias formas na vida dos conviventes. “Às vezes a pessoa vem aqui querendo só um abraço e eles estão dispostos, e a gente vai ficando. No meu caso, que passo por dificuldades em casa, com meus filhos que estão enfrentando problemas com dependência química, é isso aqui que não está me deixando cair em depressão, eu só tenho a agradecer”, acrescenta Cláudia.

Atualmente, com o novo espaço, existem 15 CCInter’s localizados nas Subprefeituras das regiões Cidade Tiradentes, Perus, Cidade Ademar, Campo Limpo, Jaçanã/Tremembé, M’ Boi Mirim (2 unidades), Freguesia/Brasilândia (2 unidades), Jabaquara/Parelheiros, Sapopemba, Itaquera, Butantã e Vila Maria/Vila Guilherme.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.