Casa da Mulher Paulistana realiza evento para celebrar Outubro Rosa

0
1162

Parceria com os Centros de Cidadania da Mulher da Região Sul e TEIA


A Casa da Mulher Paulistana, equipamento público voltado ao atendimento de mulheres vítimas de violência doméstica, realiza o evento ‘Mulheres de Peito’, na quinta-feira (27), no Centro de Cidadania da Mulher (CCM) Capela do Socorro, em celebração ao Outubro Rosa.

O evento conta com a parceria dos Centros de Cidadania da Mulher da Região Sul e TEIA, trazendo diversas atividades como: ações e palestras de prevenção; entretenimento; saúde beleza; empreendedorismo; Ônibus Lilás; feira de artesãs; CAT Móvel; UNIDONTO Móvel; SEQUENCIAL enfermagem; ADESAMPA.

O evento será realizado no CCM Capela do socorro na rua Professor Oscar Barreto Filho 350 – Parque América – Grajaú, das 9h às 16h em 27/10.

Sobre a casa da mulher Paulistana
A Casa da Mulher Paulistana (CMP), criada pelo Instituto Hera ArtemiSul, é um equipamento público voltado ao atendimento de mulheres vítimas de violência doméstica. O Instituto Hera ArtemiSul promove o atendimento psicológico, social e jurídico de mulheres, adolescentes e crianças em situação de violência doméstica, intrafamiliar e de gênero (espancamento ameaça de morte, crimes de natureza sexual, violência psicológica, estupros, discriminações, educação diferenciada).

Sobre o TEIA
O Teia tem como objetivo incentivar o desenvolvimento de negócios e fomentar as redes locais de empreendedorismo, por meio da criação de coworkings públicos na cidade de São Paulo. São espaços compartilhados de trabalho com toda a infraestrutura e o suporte necessários para que empreendedores possam gerar renda e fortalecer seus negócios. Hoje a cidade conta com 17 Espaços Teia, em todas as regiões do município.

Sobre o Centro de Cidadania da Mulher
Os Centros de Cidadania da Mulher são espaços de qualificação e formação em cidadania, nos quais mulheres de diferentes idades, raças e crenças podem se organizar e defender seus direitos sociais, econômicos e culturais, além de propor e participar de ações e projetos que estimulem a implementação de políticas de igualdade com o objetivo de potencializar, por meio do controle social, os serviços públicos existentes para atender às suas necessidades e de sua comunidade.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.