Carreta entala lancha em viaduto da Zona Sul por excesso de altura

0
4

A lancha estava sendo transportada por uma carreta que vinha de Florianópolis, em Santa Catarina, e ia para a cidade de Capitólio, em Minas Gerais. O motorista errou o caminho e a lancha ficou entalada na estrutura do viaduto da Avenida Pedro Álvares Cabral, em Moema, porque a embarcação excede o limite de 4,5 metros de altura


Na madrugada desta terça-feira (25), uma lancha ficou entalada no viaduto da Avenida Pedro Álvares Cabral, próximo ao Parque Ibirapuera, em Moema.

A lancha estava sendo transportada por uma carreta que vinha de Florianópolis, em Santa Catarina, e ia para a cidade de Capitólio, em Minas Gerais. O motorista errou o caminho e a lancha ficou entalada na estrutura do viaduto porque a embarcação excede o limite de 4,5 metros de altura.

De acordo com a CET, a carreta ficará entalada até a noite, quando será removida. Por enquanto, a lancha continua no acesso da Avenida Conselheiro Rodrigues Alves para a Avenida Ibirapuera.

Na última sexta-feira (21), também na região de Moema, um caminhão derrubou uma viga de proteção antes do túnel Ayrton Senna. Essa viga de 2,5 toneladas, conhecida com viga de sacrifício, foi instalada no local justamente para alertar motoristas sobre o limite de altura do veículo, em comparação ao túnel.

Segundo a CET, o caminhão conseguiu passar porque a viga tem alguns centímetros a menos do que o túnel. O motorista fugiu, mas, como a câmera da CET no local está quebrada, não se sabe se ele saiu de ré ou seguiu adiante pelo túnel, mesmo correndo o risco de entalar.

Neste dia, o túnel ficou interditado por quase três horas. A Prefeitura não registrou boletim de ocorrência. 

Nos últimos dois anos, acidentes e desgastes deixaram os túneis da cidade de São Paulo em estado crítico. Em 2017, um acordo com o Ministério Público determinou que a Prefeitura reparasse, urgentemente, 33 viadutos.

“É super importante a manutenção. Se você faz a manutenção, o custo disso, mesmo que sejam muitas obras, fica bem mais barato do que um acidente mais grave”, explica Aiello Giuseppe, engenheiro estrutural.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, das 198 pontes, viadutos, complexos viários e túneis da cidade de São Paulo, 69 ainda não foram vistoriados. E dos 33 viadutos que o Ministério Público determinou manutenção, apenas 22 receberam reparos.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.