Câmara Municipal discute Lei de regulamentação dos motofretistas na Capital Paulista

0
485

Proposta é do Vereador Camilo Cristófaro (AVANTE) e teve apoio do Prefeito Ricardo Nunes para que tenha os devidos direitos trabalhistas


Os vereadores da Câmara Municipal de São Paulo estão discutindo um Projeto de Lei ao qual se regulariza a profissão de Motofretista na Capital Paulista. A Comissão de Trânsito, Transporte e Atividade Econômica aprovou a discussão para levar a ideia do Vereador Camilo Cristófaro (AVANTE).

O motofretista faz a coleta e entrega de malotes. Efetua pagamentos de boletos e depósito. Organiza documentos, traça rotas e verifica endereços. “Eles são os nossos heróis da pandemia, estamos falando de mais de 500 mil motofretistas na cidade e é uma profissão simplesmente esquecida”, declarou o Verador Camilo Cristófaro.

Em apoio com o projeto, o Vereador Bombeiro Major Palumbo (PP) alegou a questão financeira sobre os acidentes que este emprego causa. “Não acho justo a cidade arcar com todos os acidades e custas hospitalares. Se o motofretista faz uma entrega, ele está seguindo a determinação da empresa. Não há Lei Federal para esta profissão […] Não é justo que fiquem desamparados e toda a população da cidade pague pelos acidentes que eles podem arcar com o seguro”, explicou o Bombeiro.

Ainda sobre a Lei Municipal em discussão, Camilo Cristófaro disse que Prefeito Ricardo Nunes deu sinal verde para regulamentação da profissão, “Essa lei vai se chamar Thiago, pois foi um entregador que teve um ataque cardíaco fulminante na porta de um condomínio [exercendo a profissão].”


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.