ARTIGO | Sustentabilidade na agricultura brasileira deve contemplar a capacitação do produtor rural

0
430

No agronegócio, a evolução tecnológica acompanha os desafios de cada conjuntura. A produtividade, ponto de atenção constante no campo, cada vez mais compartilha espaço com a sustentabilidade. Só quem conhece a cadeia do campo até a mesa do consumidor entende o protagonismo do produtor rural para assegurar a qualidade dos alimentos. Afinal, o valor nutritivo do que é consumido depende do manejo realizado no início da cadeia. Por isso, a adoção de tecnologias avançadas como os fertilizantes especiais, condicionadores de solo e substratos para plantas demanda a capacitação por parte dos agricultores para que as plantas possam atingir o máximo potencial genético.

Ao compartilhar conhecimentos com um público estratégico como os agricultores, a indústria e os órgãos setoriais como a Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo) estão unidos para auxiliar na compreensão acerca dos benefícios dessas inovações e de como elas devem ser aplicadas. Muito mais que uma questão técnica, trata-se de uma colaboração na difusão de informações para apoiar o agricultor no enfrentamento de desafios relacionados ao solo, clima e à cultura.

Tal colaboração precisa ter um horizonte de longo prazo, de forma continuada. Não se trata de ação pontual. Incentivar a educação continuada significa promover programas e oportunidades de aprendizado, permitindo que os agricultores se mantenham atualizados em relação às últimas tecnologias e às melhores práticas sustentáveis. A ênfase é fomentar um ambiente de aprendizado constante para os agricultores, proporcionando-lhes as ferramentas necessárias para acompanhar o compasso dos desafios ambientais.

A disseminação dessa tecnologia passa pela capacitação de quem está no campo e deve ser vista como um investimento no futuro da agricultura brasileira. A nutrição de plantas é uma ciência complexa e demandante de conhecimentos. Esse aspecto emerge como um elemento-chave para que novas soluções sejam disseminadas no mesmo compasso em que as demandas da sociedade pautam mais a agricultura. A busca constante por eficiência e sustentabilidade coloca o Brasil como exemplo para outros países agrícolas, mesmo que ainda haja pontos de melhoria.

Gustavo Vasques é Conselheiro da Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo)


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.