ARTIGO | O extremismo, o ódio e a polarização

0
79

Não é a primeira vez que escrevo sobre o ódio e a polarização política. O bom entendedor sabe que o ódio mata.

Para além do amor que devemos ter para com o nosso semelhante, considerando que vivemos em uma sociedade dita civilizada, acima de toda a contenda política, está o mandamento constitucional que nos compromissa a buscar a paz quando presente a controvérsia. Uma Constituição que nos conduz ao diálogo, à serenidade, ao bom senso e não ao extremismo. Ela nos fala de valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias.

O extremismo é aliado da intolerância, do preconceito e do ódio. O amor faz-se necessário na política porquanto esta deveria ser instrumento para fazer o bem, para melhorar a vida das pessoas. Política não é um campeonato de futebol onde os ânimos se acirram e a torcida do time A se digladia com a torcida do time B. Nem mesmo no futebol o ódio deveria estar presente, pois o ódio e a intolerância matam. Exemplos disso pipocam em todas as mídias.

O discurso odioso e o comportamento intolerante com quem pensa de modo diverso, por vezes colorem as mídias de vermelho sangue, como tristemente assistimos no caso mais recente em que, um Bolsonarista trocou tiros matando petista em Foz do Iguaçu no Paraná.

O ódio e a intolerância são combustíveis de alta performance para detonar uma guerra. Em uma guerra há perdedores de todos os lados. Na polarização política temos uma guerra do Brasil contra o Brasil e quem perde é só o Brasil. Fujamos da polarização, o Brasil precisa de paz e amor. Amor ao semelhante e amor filial, dos filhos deste solo para com a Pátria Mãe Gentil.

Mais amor, por favor!

Wander Simões é Administrador de Empresas e Bacharel em Direito


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.