ARTIGO | A participação dos pais e os desafios da Educação Bilíngue

0
308

A Educação Bilíngue representa uma maneira eficiente de colher benefícios a médio e longo prazo. Além de muitas vezes ser um pré-requisito para obter melhores oportunidades profissionais, a proficiência em mais de um idioma oferece várias vantagens adicionais. Crianças e jovens, em particular, desfrutam de facilidades e benefícios significativos nesse aspecto. Devido ao estágio inicial de desenvolvimento cerebral, aprender novos idiomas torna-se uma tarefa mais ágil e produtiva, resultando em vantagens como o aprimoramento de áreas cerebrais relacionadas à comunicação, estímulo à metacognição, desenvolvimento de habilidades executivas e possivelmente uma maior resistência a doenças como o Alzheimer, entre outros.

No entanto, apesar desses benefícios, as escolas muitas vezes enfrentam desafios ao implementar a Educação Bilíngue, que podem ser aliviados com maior envolvimento dos pais. Dado que o segundo idioma frequentemente envolve uma cultura diferente e expressões que podem parecer distantes para os alunos, é essencial relacionar o que é ensinado à sua vida cotidiana e experiências pessoais. Isso torna o aprendizado mais significativo e fluido, pois os alunos podem melhor assimilar e aplicar o conhecimento quando este está conectado à sua realidade. A diversidade cultural do segundo idioma deve ser apresentada como uma curiosidade, algo novo e empolgante.

Nesse sentido, os pais podem complementar o ensino escolar com atividades que interessem aos filhos, como presentear com livros no idioma que abordem temas de seu interesse, incorporar o aprendizado do idioma em momentos de lazer e entretenimento, entre outras práticas que enriqueçam a experiência de aprendizado.

É importante não desencorajar as crianças e jovens no processo de aprendizado do novo idioma. Os pais devem incentivá-los a usar o idioma de forma espontânea e livre, demonstrando que erros são naturais e fazem parte do processo de aprendizado.

A escola desempenha um papel fundamental no aprendizado, mas os pais também têm a responsabilidade de complementar esse trabalho, estimulando o envolvimento dos filhos nas aulas, apoiando o que foi aprendido em sala de aula, ajudando a superar dificuldades e incentivando um desempenho melhor.

Matheus Toscano, Vice-Presidente da Rhyzos


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.