ARTIGO | A Cultura Paulistana em debate

0
1340

Na terça-feira (8), na Câmara Municipal da cidade de São Paulo, ocorreu a primeira audiência pública com o tema da Cultura e turismo, visando os aspectos e inclusões de propostas advindas dos representantes civis, através de entidades e coletivos de artistas de cada segmento, no orçamento municipal de 2023.

Presidida pelo Vereador Jair Tatto do PT, a audiência contou com a presença do Secretário de Turismo e da Secretaria de Cultura, Sra. Aline Torres.

Ambos apresentaram um histórico de realizações de suas respectivas pastas e projeções orçamentárias para o próximo ano.
Estiveram presentes também as Vereadoras Luana Alves e Eliane do Coletivo Periférico, e os vereadores Fabio Piva, Sidney Cruz, Rodrigo Goulart e Isaac Felix, a Diretora Executivas da SP Cine e os representantes da Fundação Teatro Municipal.

Na sequência abriu-se a fala aos agentes Culturais, e neste momento, destacou-se a fala do Artista, Produtor e Gestor Cultural, Camilo Torres, atual Presidente da CoopenCirco (Cooperativa de Trabalho Nacional de Circo) e Diretor da APEC (Associação Paulista de Empreendedores Culturais).

O mesmo fez uma defesa enfática do segmento Circense como um todo, chamando a atenção para alguns aspectos, como maior verba da Secretaria para Criação de um Circo Escola Oficial e um Festival de Circo Anual, demonstrando que uma lona de circo pode e deve se tornar um espaço multimídia na cidade, podendo receber outras manifestações artísticas como o teatro, dança, cinema, Hip Hop, entre outros.

É importante que o legislativo paulistano tenha em sua agenda uma discussão e um debate permanente sobre cultura, transformando-a em um fórum de discussão e evolução entre o poder público e a sociedade civil desta importante área de atuação na cidade de São Paulo.

Por fim, decidiu-se que haverá outra audiência pública ainda este mês, dada a relevância das questões presentes abordadas.

Como o Presidente eleito Lula deixou claro que vai reativar o Ministério da Cultura como uma das ações prioritárias do plano de governo, nós artistas da cidade e estado de São Paulo, temos que estar atentos as atitudes e decisões dos respectivos poderes públicos no que tange a cultura, lembrando que é um direito descrito na constituição para todas as pessoas!

Escrito pelo Palhaço Pirulitus, o Camilo Torres


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.