16.4 C
São Paulo
domingo, 26 junho, 2022
Mais

    Argentina e Brasil juntos pelo clima

    Mais lidas

    Esta foi a primeira de uma série de reuniões que estão sendo agendadas para debater a questão ambiental do planeta


    O ex-cônsul de Turismo Argentino no Brasil Ruben Eduardo Ali, promoveu uma reunião entre o Ministro del Cambio Climatico da Provincia de Misiones – Argentina, Patricio Lombardi e o Secretário Executivo de Mudanças Climáticas da Cidade de São Paulo – Brasil, Antonio Fernando Pinheiro Pedro, na sexta-feira dia 5 de fevereiro. A reunião online faz parte da agenda de uma série de reuniões que visam debater a questão climática do planeta. Uma importante semelhança entre estes dois países da américa do Sul é que os dois contêm a área da Mata Atlântica.

    Sob a mediação do ex-consul de Turismo Argentino no Brasil – Ruben Ali, a primeira videoconferência foi realizada. Intensa troca de experiências entre São Paulo e Misiones e, em sintonia com o Bispo de Roma, uma agenda comum está em construção.  Interessado na sinergia que se anuncia, o Embajador Luis María Kreckler Cónsul General y Director del Centro de Promoción Argentina, tem agenda marcada para o próximo dia 17 de fevereiro com o Secretário Executivo de Mudanças Climáticas da Cidade de São Paulo.

    A Província de Misiones – Argentina priorizou o cuidado com a Mata Atlântica do Alto Paraná, que vai da cidade de São Paulo ao Rio da Prata e tem em metros quadrados maior biodiversidade do que a Amazônia.

    No Monitor o Ministro de Mudanças Climáticas de Misiones – Argentina – Patrício Lombardi
    Da esquerda para a direita, Wander Simões Assessor do Prefeito de São Paulo e
    Antônio Fernando Pinheiro Pedro Secretário Executivo de Mudanças Climáticas da
    Cidade de São Paulo – Brasil

    Em outubro de 2021, O Papa Francisco pediu aos líderes mundiais que aproveitassem a oportunidade para enfrentar de forma mais eficaz a crise climática global na COP26 e dessem “esperança concreta” às gerações futuras de que a ameaça está sendo levada a sério.

    O líder da Igreja Católica disse que todos devem fazer “a sua parte e dar uma resposta coletiva à ameaça sem precedentes relacionada à mudança climática.”

    O Sumo Pontífice afirmou que as mudanças climáticas e a pandemia de Covid-19 “expuseram nossa profunda vulnerabilidade e levantaram numerosas dúvidas e preocupações sobre nossos sistemas econômicos e a forma como organizamos nossas sociedades”. Pediu para replicar a experiência de Misiones, o primeiro estado da Argentina com zero emissões de carbono.

    O Santo Padre, ao saber da criação por lei do Ministério de Mudanças Climáticas, escreveu uma carta na qual transmitia sua alegria ao governador de Misiones e desejava que este bom exemplo se espalhasse em outras jurisdições.

    Carta do Papa Francisco ao governador de Misiones

    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas