Afinal, é preciso cortar o glúten da alimentação?

0
1175

1,4% da população mundial possui doença celíaca, que traz várias reações perigosas devido ao glúten


Para entender melhor as questões de intolerância e contraindicações, a coordenadora de nutrição esclarece: “Existem os portadores da doença celíaca, que representam aproximadamente 1,4% da população mundial, nos quais desencadeiam-se reações no sistema imunológico quando o intestino entra em contato com a proteína. Além deles, há os indivíduos que são intolerantes ao glúten, uma condição mais leve, mas que está relacionada a desconfortos como inchaço, diarreia, constipação, dores abdominais, fezes com odor forte e dores de cabeça – que também se beneficiam da exclusão”.

Outra diferença é que, aos alérgicos, além de passar longe de alimentos com glúten, precisam ter atenção a cosméticos que contém essa proteína em sua fórmula, pois podem trazer efeitos nocivos ao organismo de quem possui sensibilidade ao componente.

A nutricionista destaca a importância do acompanhamento profissional, para quem necessite ou queira abolir o glúten.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.