A perigosa indústria da autoajuda instantânea

0
12

Autoajuda é a ideia de ser feliz e cuidar de si, resolvendo os próprios problemas psicológicos, emocionais, de relacionamentos ou profissionais. Já a “indústria da autoajuda instantânea” carrega consigo uma pergunta: como viver bem em vários aspectos da vida de maneira imediata e (quase) sem esforço?

As respostas vendem bem, mas são reducionistas e falsas.

Quem não gostaria que o conceito “seja fluente em inglês em um mês” fosse verdadeiro? Não apenas para aprender inglês, como também para passar numa prova difícil da faculdade, lidar com épocas difíceis do casamento ou perder 10 quilos em duas semanas comendo o que quiser.

Ser bem-sucedido é atingir aquilo que se propusera, seja ter um corpo escultural, ser rico, tornar-se sábio, ter um casamento saudável e duradouro, educar bem os filhos, ser um profissional de mérito, ter um bom caráter e/ou bons amigos. Pois bem, nada disso é fácil, imediato e desprovido de esforço.

Para viver uma boa vida é necessário refletir sobre si e outros, questionar-se, estudar para se tornar um profissional de mérito, observar os próprios erros, perceber o que tem de bom em si, tentar se olhar com os olhos do outro e compreender as próprias faltas e falhas, saborear o que a realidade oferece, mentir pouco ou nada para si, tomar decisões complicadas e de implicações dolorosas, saber frustrar desejos injustos dos outros e próprios, saber que uma altíssima autoestima é apenas possível na arrogância, saber lidar relativamente bem com as dores da vida e lidar com crises dos diferentes tipos.

Ou seja, viver bem não é fácil e nem simples, mas aprender a se dedicar, contar a verdade de si e do mundo para si e aprender a lidar bem com tudo isso, traz o esperado para você, senão mês que vem, quem sabe em alguns anos.


BAYARD GALVÃO é psicólogo clínico formado pela PUC-SP, Hipnoterapeuta, autor de cinco livros e Presidente do Instituto Milton H. Erickson de São Paulo www.hipnoterapia.com.br

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.