Vila Andrade revela a desigualdade entre os bairros nobres da Zona Sul

0
1121

A região tem o maior número de favelas de SP, além da falta de empregos formais e espaços culturais e alta taxa de gravidez na adolescência

 

Apesar de estar localizada ao lado de bairros considerados nobres, como Morumbi, Brooklin e Vila Sonia, o distrito da Vila Andrade registra números ruins em vários tópicos do Mapa da Desigualdade 2018.
É o distrito que mais tem favelas, tendo em vista a favela de Paraisópolis que fica ao lado. Na Vila Andrade quase 50% das moradias estão em situações irregulares. Esse fator compromete a vida das milhares de pessoas que moram ali, pois, a cada 10 pessoas, apenas 2,3 estão empregadas formalmente.
Quando se fala em cultura, a Vila Andrade está em 79° lugar no ranking de distritos com menos espaços e casas de cultura e centros culturais. Além disso, é também o pior distrito quando analisado a quantidade de equipamentos esportivos, tendo apenas 0,7%.
O distrito registra uma das piores taxas de gravidez na adolescência: a cada 100 mil habitantes, 11,45 meninas engravidam. A idade média de óbitos é 65,56.
Com dados de 2017, os números revelam que quase metade dos indicadores pioraram durante a última gestão.
“É preciso que todo gestor público atue para combater as desigualdades. Mas, até hoje, não conseguimos que a prefeitura divulgue a execução do orçamento regionalizada por distrito. O investimento da verba pública é um caminho fundamental para combater as desigualdades”, afirmou Oded Grajew, presidente do conselho da Oxfam Brasil, que publicou relatório revelando que a desigualdade estagnou pela primeira vez em 15 anos.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.