Vidros em muro da USP são quebrados dias após instalação da Prefeitura

0
67

Pela terceira vez, painéis de vidro da Cidade Universitária na USP, foram quebrados. Inaugurados no dia 4 de abril, pelo ex-prefeito João Doria, o projeto foi apresentado em julho do ano passado, e prevê a demolição do muro que separa a raia olímpica da USP da Marginal Pinheiros.

Os painéis foram danificados pela primeira vez no dia 18, e novamente no dia 20. Nesta terça-feira (24) foram novamente danificados, contabilizando a terceira vez em 6 dias.

De acordo com a Prefeitura, esse vidro é cinco vezes mais resistente que um vidro comum. A obra é patrocinada pela iniciativa privada, e custa cerca de R$20 milhões.

Na semana passada, o diretor do Centro Esportivo da USP, José Carlos Simon Farah acredita que a instalação de vidro é uma obra desnecessária. “Eu achei uma obra desnecessária. O muro, se ele é feio se ele é bonito, o muro de concreto, não entro no mérito. Mas ele tinha uma proteção muito importante”, disse o professor.

A instalação dos vidros ainda não está concluída. A previsão é que todos os painéis, que tem aproximadamente 2,2 km de extensão do muro e câmeras de segurança, sejam instalados até as próximas semanas.

A Polícia Civil abriu um inquérito para descobrir a causa dos vidros terem aparecido quebrados. As possíveis causas são falha no projeto, vandalismo e defeito no material. Em nota enviada na semana passada, a Prefeitura disse que “a manutenção é feita pela USP, e os vidros que estão sendo substituídos fazem parte de peças extras de reposição. As câmeras vão integrar o projeto City Câmeras, sob a responsabilidade da Secretaria de Segurança Urbana”.

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.