Teatro Paulo Eiró estreia novos espetáculos em setembro

0
418

Neste mês de setembro, o Teatro Paulo Eiró, em Santo Amaro, faz a estreia de novos espetáculos em sua programação.

Confira as sinopses de duas peças:

 

ANATOL
Produzido pelo Grupo Tapa, a obra é inédita no Brasil e tem direção de Eduardo Tolentino de Araujo e tradução feita especificamente para a encenação. A peça, publicada em 1882, é o primeiro texto teatral escrito pelo polêmico autor austríaco Arthur Schnitzler, que flertava com as ideias do psicanalista Sigmund Freud sobre a sexualidade humana.
Dividida em seis curtos episódios, com diálogos carregados de humor ácido, a peça traça as aventuras e desventuras de um Don Juan moderno em sua busca incessante de prazer em relações desprovidas de afeto. Em cada história, Anatol e seu cúmplice Max (uma espécie de duplo do protagonista) têm amantes diferentes – burguesas, atrizes, prostitutas e costureiras -, sem fazer distinção de idade, classe social ou estado civil.
Em uma época de moral sexual bastante elástica e liberação feminina, essas mulheres não são mocinhas frágeis e inocentes da literatura do século 19, mas sim donas da própria vida sexual. Em sua diversidade, elas revelam a vulnerabilidade do homem moderno em sua falsa crença de domínio e supremacia.
SERVIÇO:
Datas: de 7 a 30 de setembro – Sextas-feiras e sábados, às 21h; domingos, às 19h.
Classificação: 14 anos.
Ingressos: R$20 e R$10 (meia entrada).
O TRATO, O GATO E O JACARÉ – Teatro infantil
O espetáculo mostra a beleza do ciclo das coisas e a finitude através do seu oposto, isto é, exaltando a vida, deixando claro que o mais importante da vida é o viver em toda a sua plenitude.
Produzida pelo Núcleo Meraki, a peça traz a história de um trato feito entre um rei gato e um ser encantado conhecido ora como morte, ora como vida ou ainda, como mãe natureza, e pretende abordar o tema “morte”, de forma delicada e natural, com as crianças e adultos.
Deste trato surge então um belo encontro do gato com um jacaré, morador da antiga lagoa, fazendo com que mundos tão opostos se unam e se completem, mostrando para crianças de todas as idades, a beleza e a importância do respeito às diferenças dentro do poderoso ciclo da vida.
A peça convida a plateia e refletir sobre os pré julgamentos e padrões que criamos em nossa imaginação e também traz uma leve citação sobre a adoção e a família.
A obra foi escrita por Ronaldo Peranovich que participa do elenco no papel de Gato junto com Alexandre Acquiste (Jacaré) e Camila Couto (Morte).
O espetáculo tem duração de 45 minutos e sua classificação é livre.
SERVIÇO
Datas: de 8 de setembro a 7 de outubro – Sábados e domingos, às 16h.
Ingressos: R$16 e R$8 (meia entrada).
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.