Projeto que une desenvolvimento humano e tecnologia forma 160 jovens da Zona Sul

0
115

O “Engenhoca Criativa” teve o objetivo de promover o desenvolvimento prático de testagem, replanejamento, construção de ferramentas e dispositivos digitais, além da produção multimídia

 

 

Pensar, planejar e prototipar são os pilares da Aprendizagem Criativa Híbrida, um método que começa a ganhar espaço nas escolas brasileiras. Unir os conceitos de formação humana e tecnológica foi a proposta do Engenhoca Criativa, projeto social desenvolvido pela organização social AlfaSol e pela plataforma Explorum, com apoio da Samsung.
A iniciativa promoveu um evento de formação para 160 alunos, moradores dos bairros Capão Redondo, Riviera, Valo Velho e Campo Limpo, bairros da periferia da Zona Sul.
O Engenhoca Criativa teve como principal alicerce a formação integral. No CEU (Centro Educacional Unificado) Capão Redondo, CEU Feitiço da Vila, Centro para juventude Magdalena e Centro para a juventude Riviera, educadores orientaram e estimularam, de forma prática, a construção de projetos para propor soluções para diversos problemas que envolvem a sociedade, como uso de energia solar e de materiais recicláveis.
Durante oito meses, a iniciativa inédita estimulou a criatividade e a autonomia de jovens de 14 a 24 anos, que por meio de aulas práticas puderam desenvolver projetos didáticos, envolvendo habilidades ligadas à tecnologia, ao empreendedorismo, ao crescimento pessoal e à autoestima. A iniciativa deu origem a uma série de empreendimentos, de brinquedo automatizado feito com produtos recicláveis a robô que ajuda a lidar com a ansiedade.
O Robô Taylor, criado por um grupo de alunos, conversa com as pessoas e ajuda quem tem ansiedade e depressão
Durante a cerimônia de formação, os grupos de alunos apresentaram seus projetos, que envolveram além do desenvolvimento dos produtos, a elaboração de um modelo de negócio, com definição de público-alvo, composição da equipe envolvida, valor necessário para viabilização dos projetos, além de preço final de cada item.
Partindo do conceito que atualmente o ser humano e a tecnologia são complementares e indissociáveis, o projeto educativo teve o objetivo de fomentar a resiliência e a colaboração, promovendo o desenvolvimento prático de testagem, replanejamento, construção de ferramentas e dispositivos digitais, além da produção multimídia.
Eduardo Azevedo, co-fundador da Explorum, afirma que saber utilizar a tecnologia de maneira criativa é competência básica para qualquer profissional do futuro. “O Engenhoca Criativa foi uma aposta na educação muito bem sucedida, que permitiu que analisássemos processos, procedimentos e os resultados na formação de jovens, que foram estimulados e preparados para as novas competências do milênio”, diz. Com a realização da iniciativa, 16 alunos conquistaram seus empregos.
Projetos premiados
 Aspirador de pó
 Carrinho de rolimã
 Maquete de energia sustentável
 Carrinho Explorum
 Toten carregador
 Robô Taylor
Carrinho automatizado
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.