Prefeitura retira Viveiro Manequinho Lopes do pacote de concessão do Ibirapuera

0
521

 

A decisão atende um apelo popular após boatos de que o Viveiro seria rede de fast food

 

O Viveiro Manequinho Lopes, no Ibirapuera, não fará parte da concessão do Parque, conforme estava previsto pela Prefeitura. A notícia foi confirmada pela Secretaria Municipal de Desestatização e Parcerias ao Jornal de Moema.
Segundo a pasta, “a versão final do edital de concessão será publicado neste sábado (12). Serão concedidos, além do Ibirapuera, outros cinco parques em regiões periféricas da cidade (Jacintho Alberto, Eucaliptos, Tenente Brigadeiro Faria Lima, Lajeado e Jardim Felicidade). A decisão atende a questionamentos feitos pela sociedade no período de consultas. O Viveiro Manequinho Lopes continuará sendo gerido pela Secretaria do Verde e Meio Ambiente”.
A decisão atende um apelo popular que foi gerado nos últimos meses, depois que surgiram boatos que o concessionário vencedor do edital iria transformar o Viveiro em uma rede de fast food, conforme foi publicado pelo Jornal de Moema, em março.
Um abaixo-assinado foi feito na internet para que as pessoas intervissem no fechamento do Viveiro, e obteve mais de 39 mil assinaturas. O texto do abaixo-assinado alegava que a proposta de concessão vai alterar a finalidade do Viveiro, que é a produção de mudas de plantas para áreas verdes da cidade de São Paulo.
Na época, a Secretaria Municipal de Desestatização e Parcerias esclareceu que “a preservação e restauro das estufas históricas do Viveiro Manequinho Lopes será uma obrigação do futuro concessionário. A ideia é que a produção de mudas permaneça no local, porém, a capacidade atual de produção do viveiro é limitada, e a Secretaria do Verde e Meio Ambiente estuda a possibilidade de levar o serviço também para outros parques da cidade”.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.