Polícia prende quadrilha que distribui drogas na Zona Sul de São Paulo

0
509

Mulheres eram aliciadas para fazer o transporte das drogas 

 

No último dia 25 de junho, mais de 20 pessoas foram presas por fazerem parte de uma quadrilha, responsável por abastecer o mercado de drogas na Zona Sul de São Paulo.
A central de produção de cocaína, maconha e crack funcionava numa casa do Jardim Prainha, na região do Grajaú. Segundo as investigações, a droga chegava, em um segundo centro, em pequenas quantidades, para agilizar o processo e reduzir as perdas no caso de apreensões.
Segundo a Polícia, a quadrilha alugavam essas casas, ficavam no máximo 3 dias produzindo a droga e iam embora. A intenção era dificultar o trabalho dos policiais para identificar o local de cada centro de produção e distribuição.
Durante quatro meses os policiais monitoraram a ação da quadrilha e identificaram que algumas mulheres, entre 16 e 25 anos, tinham um papel importante no tráfico: elas faziam a distribuição das drogas e andavam a pé ou de ônibus pela Zona Sul, com uma mochila nas costas.
Há 15 dias, duas jovens de 23 anos que estavam sendo monitoradas pelos policiais foram presas em flagrante em um outro ponto de produção. Quem coordenava essas mulheres era Débora Gomes Eduardo, conhecida como Loira.
“Ela foi um personagem muito importante na nossa investigação, porque ela era responsável por dar toda a destinação dessa droga. Ela tinha a função de escolher qual das meninas que levaria a droga”, disse Wagner Carrasco, delegado do DENARC, departamento de combate ao tráfico de drogas.
Nos quatro meses os policiais apreenderam mais de 50 kilos de droga e descobriram que a quadrilha movimentava mais de 30 pontos de distribuição só na Zona Sul, e arrecada R$ 1 milhão por semana.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.