Passeio Misto 3VS renova tradição de romarias em Santo Amaro

0
408

A festa reuniu um número expressivo de participantes e saiu do Parque Florestal, em Parelheiros, indo até Marsilac, um trajeto de quase 17km

 

Reportagem de André Bechelane

 

O “Passeio Misto 3VS”, realizado no dia 23 de junho, parecia apenas mais um encontro entre os amantes de cavalos da região sul da cidade, mas foi bem mais que isto. Sua despretensão contrastava com seu pioneirismo. De uma vez só, dois tabus foram quebrados e uma tradição foi renovada.
Vanessa Alves da Silva, Vanessa Silva Resende, Vanessa Kempinski de Medeiros e Simone Amélia do Carmo, as 3VS (abreviação para 3 Vanessas e uma Simone), todas ligadas ao mundo dos cavalos, uniram-se para preparar o “passeio misto”, mais uma etapa rumo àquela que será a Primeira Romaria Feminina Santamarense. Um marco que representa uma vitória sobre o tabu que sempre vigorou nas romarias à cavalo, marcadamente masculinas, e também como renovação desta própria tradição, que agora se amplia para continuar existindo com ainda mais vigor.
A Romaria Masculina Santamarense, segundo Jairo Cabral de Medeiros Filho, é a segunda mais antiga do Estado de São Paulo e saiu pela primeira vez no ano de 1920. Depois de uma cisão, a partir de 1952, uma dissidência criou a Associação Santamarense dos Romeiros (ASR) e passou a fazer um evento próprio. Jairo é santamarense convicto e dono do “Rancho do Burreiros”, de onde partiu o passeio rumo a Marsilac. Ele ainda conta que, entre os homens, há portanto, duas romarias, a dos Cavaleiros, datada de 1920 e a da ASR, de 1952.
As 3VS: Vanessa Kempinski, Vanessa Alves, Simone Amélia e Vanessa Resende
As 3VS entram agora para a história como o grupo que cria a primeira romaria feminina entre os santamarenses.
A festa reuniu um número expressivo de participantes e saiu do Parque Florestal, em Parelheiros, indo até Marsilac, um trajeto de quase 17km. Segundo Vanessa Silva Resende, que cresceu ouvindo o pai dizer que mulheres de bem não iam às romarias a cavalo, o evento é uma forma de afirmação das mulheres e um passo importante na superação do preconceito.
O “Passeio Misto” faz parte da preparação da primeira Romaria Feminina Santamarense, que acontece em agosto, mas também é uma forma de contribuir para a fundação ACRIA, que cuida de crianças carentes. Os participantes que, ao final do passeio, confraternizaram-se em uma “Queima do Alho”, tinham de doar pares de meias para a instituição.
O clima foi de total descontração e, por ser um evento misto, os homens também puderam participar. O passeio transcorreu em clima de total descontração e sem imprevistos, com paradas para descanso dos animais e uma festa de encerramento.
O grupo 3VS não para aí, entretanto. Estão previstas festas juninas e outros eventos que arrecadarão fundos para doação à instituição ACRIA em direção à romaria de Agosto.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.