Moradora de Parelheiros morre após marido atear fogo sobre o corpo dela

0
83

A Polícia solicitou prisão temporária de Alex, que está foragido. O caso foi registrado como feminicídio

 

No dia 12 de outubro, uma mulher morreu no Hospital Geral do Grajaú após seu companheiro, Alex Alexandre Pereira, atear fogo sobre seu corpo. Sheron Chaves Monteiro, de 34 anos, ficou vários dias internada, após sofrer queimaduras nos membros superiores e inferiores, na face/crânio, tórax e abdômen.
Segundo o boletim de ocorrência, em agosto, o suspeito já havia sido denunciado pelo irmão de Sheron por lesão corporal e ameaças. Porém, na época, ela não fez exames no Instituto Médico Legal e semanas depois reatou o relacionamento com ele.
A Polícia solicitou prisão temporária de Alex, que está foragido. O caso foi registrado como feminicídio na 101° DP Jardim das Imbuías, e está sendo investigado na 25° DP Parelheiros, distrito onde Sheron e Alex moravam.
Ainda na Zona Sul, outro caso de feminicídio foi registrado também no último dia 12. José Manoel da Silva, atirou seis vezes contra a ex-mulher, Renata Solange de Souza, de 35 anos, na Rua Constantino de Oliveira Ledo, no Campo Limpo.
Uma câmera de segurança registrou o momento em que Renata andava pela rua com um amigo quando José Manoel aparece em um carro. Ele desce do veículo e atira contra ela. O amigo foge para tentar escapar.
O homem foi preso em flagrante após uma testemunha reconhecê-lo. A Polícia encontrou uma arma com a identificação raspada. O caso foi registrado na 89° DP Portal do Morumbi como homicídio qualificado com agravante de feminicídio, tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.