Espetáculo que discute qualidade do ensino nas escolas públicas estreia em Santo Amaro

0
454

“Vamos para Escola!” é a nova montagem da Cia. Paideia de Teatro e convida a plateia a participar do debate sobre a qualidade do ensino nas escolas públicas do país

 

 

“Vamos para Escola!” é a nova montagem da Cia. Paideia de Teatro que conta a história de um grupo de alunos que ocupa sua escola para reivindicar melhores condições de ensino. Interpretado por atores da Cia. Paideia e também pelos alunos do Núcleo de Vivência Teatral Paideia, o texto e a direção geral são de Amauri Falseti.
“Vamos para escola!” é um convite. Pretendemos reunir pais, professores e alunos, em uma assembleia, para pensar e sonhar sobre uma escola viva e interessada no desenvolvimento das pessoas”, afirma o diretor da Paideia e do espetáculo, Amauri Falseti.
Cerca de 50 jovens do Núcleo de Vivência Teatral Paideia fazem parte do elenco e colaboraram na criação de “Vamos para escola!”. A cada ano, a Paideia abre inscrições para aulas semanais grátis de teatro, música e ações do fazer teatral, como oficinas de cenário, figurino e palestras com outras companhias de teatro convidadas. O Núcleo de Vivência Teatral é composto atualmente por 80 jovens e adultos acima de 14 anos.
SINOPSE
Em “Vamos para escola!”, um grupo de alunos insatisfeito com as condições da educação, ocupa sua escola. À medida que o tempo passa, acompanhamos os diversos conflitos aos quais esse tipo de ação pode levar e, principalmente, as dúvidas dos jovens diante de um sistema de ensino que não funciona. No início, os alunos sentem raiva e vontade de destruir a escola. Depois, eles pensam nos pais, nos professores e na difícil realidade que os levou até a medida extrema de ocupar o local. Eles imaginam como seria uma escola diferente, que gostassem de frequentar.
Os jovens, porém, têm de lidar com problemas imprevistos e difíceis. Durante a ocupação, computadores da escola são roubados para pagar dívidas com traficantes. As comidas   armazenadas na dispensa são levadas e os alunos precisam pedir ajuda para os familiares e amigos que acompanham a ocupação do lado de fora.  Eles também recebem uma visita inesperada: um velho une-se ao grupo para defender que a ocupação é uma oportunidade para pensar, sugerir e transformar as unidades de educação. Ele conta sua experiência na escola pública e abre o debate com a plateia sobre a situação atual do ensino.
SERVIÇO
Datas: de 30 de agosto a 16 de setembro
Quintas às 15h | Sextas às 20h | Sábados às 19h | Domingos às 18h
Endereço: Rua Darwin, 153 – Santo Amaro
Entrada franca
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.