Corpo de PM é encontrado dentro de um carro abandonado no bairro da Jurubatuba

0
313

A PM Juliane Santos Duarte desapareceu em Paraisópolis, há 8 km de distância de onde foi encontrada

 

 

Na última segunda-feira (6) a Polícia Militar encontrou o corpo da policial Juliane Santos Duarte, de 27 anos, que estava desaparecida desde o dia 1 de agosto. O corpo de Juliane foi encontrado dentro do porta-malas de um carro na Rua Cristalino Rolim de Freitas, na região da Jurubatuba, próximo ao Largo do Socorro, em Santo Amaro.
Desde o dia 3 de agosto a Polícia recebeu quatro denúncias sobre o carro abandonado.
Juliane foi vista pela última vez com amigos em um bar da comunidade de Paraisópolis, na região do Morumbi. No local, Juliane se identificou como policial para tentar recuperar um celular que havia sumido do local.
Testemunhas disseram que, minutos depois de se identificar como PM, quatro homens armados e encapuzados entraram no bar e atiraram duas vezes contra a policial. As ouvir os disparos, as testemunhas fugiram e viram Juliane baleada.  Apenas no dia seguinte, ficaram sabendo que Juliane tinha sido levada.
Na última quinta-feira (2), câmeras de segurança filmaram um homem abandonando a moto da PM na região de Pinheiros.  Ele foi identificado pela Polícia.
Nesta segunda-feira (6), outro homem, suspeito de participar do assassinato da policial, foi detido em Paraisópolis. Ele deve ficar preso por 15 dias.
Durante as buscas, a Secretaria de Segurança Pública ofereceu R$ 50 mil para quem tivesse informações sobre o desaparecimento da policial. Agentes do Grupo Especial de Operações, da Corregedoria, do Batalhão de área e do Serviço de Inteligência da Polícia Militar estiveram envolvidos nas buscas.
Juliane trabalhava como policial militar há dois anos, e estava em seu primeiro dia de férias quando desapareceu. A PM foi enterrada nesta terça-feira (7) em São Bernardo do Campo, onde morava com a mãe.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.