Coquetel marca o lançamento da 1ª Romaria Santamarense Feminina

0
398

Evento teve a presença do vereador Ricardo Nunes e do Prof. Diogo Soares

 

Fé, solidariedade e o amor aos cavalos fizeram com que quatro mulheres se unissem para realizar um sonho: criar a 1ª Romaria Santamarense Feminina, um marco histórico nas tradicionais romarias da região de Santo Amaro, que acontecem desde o século XIX.
O evento de lançamento teve o apoio e participação do vereador Ricardo Nunes (MDB) e do pré-candidato a Deputado Estadual, Prof. Diogo Soares. Para o vereador, que é um adepto da montaria, a comissão, além de mostrar a importância da presença feminina, também reforça as tradições regionais. “É um evento superimportante e me deixa emocionado porque temos uma questão forte de tradições em Santo Amaro. É um bairro mais antigo que São Paulo, tem uma relação intensa com as romarias e quando elas instituem aqui a Romaria Santamarense Feminina ajuda a fortalecer essa questão de preservação da cultura regional. Além de trazer as mulheres para um âmbito masculino, apesar de termos mulheres que montam melhor que os homens. Estou muito orgulhoso em fazer parte dessa família e vou me empenhar em fazer tudo o que eu puder para poder fortalecer essa tradição”.
O Prof. Diogo Soares ficou bastante entusiasmado e aproveitou a oportunidade para parabenizar pela ação. “Acredito que é muito importante termos gratidão com as pessoas que fazem tudo de uma maneira especial, preservando a cultura e resgatando a memória de Santo Amaro. As mulheres têm todo o direito, devem ser muito valorizadas e é uma iniciativa muito bacana, eu estou muito feliz de estar presente aqui hoje”.
Prof. Diogo Soares e Ricardo Nunes durante coquetel
Em um bate papo com a equipe do Grupo Sul News, as 3VS contaram como começou a ideia de montar a comitiva. “Nós somos o grupo denominado 3VS: Vanessa Kempinski, Vanessa Silva, Vanessa Rezende e Simone Carmo. Somos todas Santamarenses, bairro tradicionalmente reconhecido por ter uma gama expressiva de amantes de cavalos e de romarias,” conta Vanessa Kempinski.
“Eu conversando com a Kempinski, falando das romarias, lembramos que foi eu que levei ela na primeira Romaria Feminina. Perguntamos: ‘por que não termos a nossa?’ Aí eu falei: ‘não faço nada sem a Rezende’ e ela falou: ‘também não sei fazer nada sem a minha amiga Vanessa’. Pronto, assim surgiu a comissão idealizadora da Romaria Santamarense Feminina”, conta Simone.
Em três meses, a comitiva já reúne mais de 200 mulheres, com idades que vão desde crianças até 75 anos e sem custo às associadas. “O objetivo é realizar a Romaria, mas também fazer um trabalho de autoestima para as mulheres, mostrar o poder que elas têm e fazer esse trabalho social para quem precisa”, conta Vanessa Rezende.
“Temos mulheres que cresceram no lombo de um cavalo, vejo outras que aprenderam a gostar com seus maridos, namorados. Algumas que só viam na rua passando e tinham o sonho de terem seus animais e hoje os têm. O nosso respeito e admiração por cada uma delas é imenso”, diz Vanessa Kempinski.
Vanessa Silva explica que as romarias não são novidade para nenhuma delas, mas essa tem um gosto especial. “Somos de famílias de romeiros de tradição, então ir para Pirapora é uma constante. E agora, a gente teve a oportunidade, vontade, a garra e a fé de irmos só nós”.
Elas contam ainda que não é muito fácil lidar com o preconceito. “Ainda vivemos em uma sociedade tipicamente machista, onde homens e mulheres ocupam os mesmos cargos no mercado de trabalho e ainda ganham menos. Surgiu uma frase: Empoderamento da mulher, que ainda muitos veem como moda, mas aqui não. Aqui o pica pau quebra o bico e mais uma vez mostraremos nossa força e competência”, brinca Kempinski.
Vanessa Rezende, Simone, Vanessa Silva e Vanessa Kempinks, as 3VS
Durante o evento, houve uma homenagem para as primeiras participantes femininas das romarias. “Devemos fazer mais pelas nossas amigas e companheiras. Acima de tudo, pelo nosso bairro, pelas nossas tradições e raízes”, conta Kempinski, que completa: “existe uma frase que eu adoro: se faz sentir, faz sentido. Romaria é isso, você não entende, só sente! O significado de Romaria é ir de encontro a Deus, deve ser por isso que sentimos o coração bater mais forte e unindo a paixão pelos cavalos, se torna algo incontrolável”.
O evento contou com a presença de mais de 300 pessoas e, além do lançamento oficial da Romaria, teve a entrega de pares de meias que foram arrecadadas para serem doadas; ideia do vereador Ricardo Nunes, que também foi homenageado pela comitiva. “Santo Amaro é uma família e temos muitas creches que ajudamos a manter. Nessa época do frio arrecadamos roupas, blusinhas, mas não chega meia. Essa doação será distribuída para mais de 20 creches na região do Grajaú, Parelheiros, Recanto Campo Belo.” Para quem quiser participar da campanha, as organizadoras da Romaria ainda estão recebendo as doações. Basta levar um par de meia infantil na Av. Ipanema, 625, ou se preferir, elas irão retirar no local.
Os 74 km de São Paulo até a cidade de Bom Jesus de Pirapora será feito pela 1ª Romaria Santamarense Feminina no dia 04 de agosto, com saída próxima a igreja da Matriz, no Largo 13 de Maio. Segundo as organizadoras, qualquer mulher pode participar. “Basta querer, gostar de cavalo e de ajudar o próximo. Estaremos aqui de braços abertos”, afirmam as 3VS.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.